Notícias

Putin declara vitória após exército assumir controle de região ucraniana

04 Jul 2022 - 13h40 | Atulizado em 04 Jul 2022 - 13h40
Putin declara vitória após exército assumir controle de região ucraniana

Nesta segunda-feira (4), o presidente da Rússia, Vladimir Putin, declarou vitória na região de Luhansk, no leste da Ucrânia, no dia seguinte que as forças ucranianas se retiraram da província. O ministro de Defesa russo, Sergei Shoigu, informou a Putin, em reunião televisionada, que as forças do país haviam assumido o controle de Luhansk, que forma o coração industrial de Donbass ao lado da província de Donetsk.

O presidente russo disse que as forças militares que participaram das ações russas e “alcançaram o sucesso, a vitória”, na região de Luhansk, “devem descansar, aumentar suas capacidades de combate.

A declaração foi feita por Putin ao mesmo tempo que as forças da Rússia tentam aumentar sua ofensiva no leste da Ucrânia, após a confirmação de que os militares ucranianos haviam se retirado de Lysychansk no último domingo (3). O governador de Luhansk, Serhii Haidai, afirmou que as as forças ucranianas se retiraram da região para que não fossem cercadas.

Havia o risco de cerco de Lysychansk”, disse o governador à Associated Press. Ele ainda acrescentou que as tropas ucranianas eram capazes de resistir por mais algumas semanas, mas que o preço seria potencialmente alto.


O governador de Luhansk, Sehii Haidai. (Foto: Reprodução/Ukrinform)


O Estado-Maior ucraniano afirmou que as tropas russas estão concentrando seus esforços para avançar para a linha de Siversk, Fedorivka e Bakhmut, também na região de Donetsk, cuja metade já é controlada pela Rússia. O exército russo também aumentou o bombardeio dos principais redutor ucranianos de Sloviansk e Kramatorsk, além de Donetsk.

Em discurso em vídeo, o presidente da Ucrânia, Volodymyr Zelensky, reconheceu a retirada, mas garantiu que as tropas ucranianas lutarão para voltar. "Se o comando do nosso exército retira pessoas de certos pontos da frente onde o inimigo tem a maior superioridade de fogo, em particular se aplica a Lysychansk, isso significa apenas uma coisa: voltaremos graças às nossas táticas, graças ao aumento do fornecimento de armas modernas", frisou o presidente ucraniano.

 

Foto destaque: o presidente da Rússia, Vladimir Putin. Reprodução/Reuters