Notícias

Recorde desde o início da pandemia, mundo registra mais de um milhão de casos de COVID-19 em um só dia

28 Dez 2021 - 16h43 | Atulizado em 28 Dez 2021 - 16h43
Recorde desde o início da pandemia, mundo registra mais de um milhão de casos de COVID-19 em um só dia

Dados da Universidade de Oxford disponibilizados na segunda-feira, 27, mostraram um recorde que ninguém queria noticiar, mostrando pela primeira vez desde o início da pandemia que mais de 1,4 milhão de pessoas tiveram seus testes confirmados por coronavírus, número esse que ultrapassou o recorde anterior de 983 mil casos registrado no último dia 23.


Dados de Johns Hopkins University (Foto: Reprodução/Oxford)


Devido a variante Ômicron esses números de casos registrados da COVID-19 estão em uma crescente constante em diversos países.

O primeiro registro de contaminações diárias ultrapassando os 900 mil foi em abril de 2021. A cepa Ômicron apesar de ser menos mortal apresenta alta taxa de contaminação segundo diversos estudos.

Muitos países já estão apresentando medidas mais rígidas para prevenção da COVID-19, alguns países já se mostraram muito preocupados fazendo cancelamentos de festas de viradas do ano, restringindo circulação e enfatizando a necessidade de vacinação e doses de reforços para todos.

Especialistas alertam que se houver 1 milhão de infecções diariamente, mesmo que a variante Ômicron não seja tão letal, e que mesmo que só alguns indivíduos precisem de hospitalização vão causar grande impacto nos sistemas de saúde mundo a fora.

Só nos Estados Unidos foram 512.553 casos, tendo 37% dos testes positivos em todo o planeta.  Dando sequência a esses números aparece o Reino Unido com 23% e a Espanha, com 15%. A parte do mundo com a taxa mais alta de novos contágios é a Europa, trazendo mais de 700 mil infecções por COVID-19.

Com a alta taxa de contágio há preocupações de que diversos setores possam voltar a sofrer as consequências como escolas, caminhoneiros, comercio, entre outros tendo em vista que se alguém é diagnosticado com a doença precisa ficar em isolamento por 10 dias ou mais.

Apesar de muitas incertezas por causa dos níveis de testagens ocorrerem de maneiras diferentes em diversos países, o continente europeu apresentou 54,5% dos casos em um só dia, vale ressaltar que apenas 60,73% da população Europeia foi vacinada, por apresentar realidades distintas entre seus países. Gilbratar teve 100% da população vacinada enquanto Bósnia, Armênia e Guernsey o percentual está em torno dos 22%.

 

https://inmagazine.ig.com.br/post/Crescimento-de-casos-de-criancas-hospitalizadas-com-Covid-em-Nova-York-preocupam-autoridades 

https://inmagazine.ig.com.br/post/Portugal-enfrenta-restricoes-severas-com-o-avanco-da-Omicron 

https://inmagazine.ig.com.br/post/Omicron-ja-e-a-variante-dominante-nos-Estados-Unidos-com-73-dos-casos 


O Brasil está próximo de 67% da população vacinada. Medidas são indicadas por diversos especialistas no assunto. Medidas essas que podem ser tomadas para que não ocorram condições vista mundo afora, exemplos podem ser seguidos como formas de prevenção para diminuirmos esses números que estão em disparada de casos provocados pela variante Ômicron.  

Foto Destaque: Fila para testagem em Nova York.   Reprodução/ Seth Wenig, File/SpectrumNews