Money

Regular criptomoedas pode criar mais instabilidade no mercado

23 Mai 2022 - 18h46 | Atulizado em 23 Mai 2022 - 18h46
Regular criptomoedas pode criar mais instabilidade no mercado

Na última semana os mercados de ações e criptomoedas despencaram como forma de reação às instabilidades criadas no mercado financeiro nas últimas semanas. Essa queda nos mercados de ações e criptmoedas abriu um espaço para os críticos desses tipos de capital aumentarem seus apelos para que sejam implementadas maiores e mais rígidas regulamentações.

A queda da stablecoin terraUSD foi um dos estopins para que pessoas contrárias a esses tipos de investimentos pedissem uma maior regulamentação. Acontece que a terraUSD é, aparentemente, apenas uma exceção entre as stablecoins, que são criptomoedas atreladas a ativos duros, como por exemplo o dólar. Somente a terraUSD teve perda de seu valor constatado, as outras stablecoins líderes no mercado mantiveram seus preços.


Mercado de criptomoedas teve uma queda na ultima semana (Foto:Reprodução/CoinTimes)


As principais stablecoins por volume e valor de mercado, incluindo USD coin (USDC) e pax dollar (USDP), estão mantendo seu preço de US$ 1 por unidade. Além disso, a regulamentação arbitrária e excessivamente onerosa na verdade adiciona volatilidade aos mercados de criptomoedas e stablecoins.

Por exemplo, quando a China baniu certas exchanges de criptomoedas em 2018, o preço do bitcoin (BTC) caiu 10% em um dia. Quando a China declarou praticamente todas as atividades privadas de criptomoedas ilegais em setembro do ano passado, o bitcoin caiu 5% e o ether (ETH) caiu 7%.

Quando a SEC (Comissão de Valores Mobiliários dos EUA) ameaçou várias ações punitivas contra criptomoedas como uma classe de ativos, em janeiro e fevereiro de 2018, o preço do bitcoin caiu 36%. Isso mostra que tentar regular as criptmoedas causam efeitos negativos, atualmente, a “regulamentação por imposição” em que a SEC considera as criptomoedas como “títulos” sem autoridade do Congresso, ou mesmo regulamentação formal, também cria incerteza que pesa sobre os mercados.

Foto destaque: Criptomoedas Reprodução/Money Time

Mais Lidas