Moda

Renomada grife italiana Prada suspende atividades na Rússia

07 Mar 2022 - 10h54 | Atulizado em 07 Mar 2022 - 10h54
Renomada grife italiana Prada suspende atividades na Rússia

A renomada marca italiana de luxo Prada decidiu suspender suas atividades na Rússia após a invasão à Ucrânia. A medida foi anunciada no último sábado (5), "nossa principal preocupação é com os colegas e suas famílias afetadas pela tragédia na Ucrânia, e continuaremos a apoiá-los", diz um comunicado da marca de Milão.


Prada em Moscou (Foto: Reprodução/Lilian Pacce)


Desde a invasão à ucrânia, a Rússia tem sofrido sansões internacionais significativas e no mercado da moda e beleza não foi diferente. Dezenas de empresas fecharam suas portas na Rússia entre elas a marca francesa Chanel que anunciou a suspensão na sexta (04). “Em razão da crescente preocupação sobre a atual situação, o crescimento da incerteza e complexidade de operação, a Chanel decidiu fechar suas lojas temporariamente e paralisar seus negócios da Rússia”, anunciou a Chanel em um comunicado. A marca confirmou o encerramento temporário de suas lojas. "Não faremos mais entregas na Rússia, fecharemos as nossas lojas e já suspendemos o nosso comércio eletrônico", disse a Chanel.


Loja Chanel em Moscou (Foto: Reprodução/Alamy)


A marca espanhola Zara, do grupo Inditex, também foi uma das grandes marcas que anunciaram a suspensão de suas unidades na Rússia no sábado (05), são 502 lojas do grupo e também as vendas online. “Nas circunstâncias atuais, a Inditex não pode garantir a continuidade das operações e condições comerciais na Rússia e suspende temporariamente sua atividade”, explicou o grupo em um comunicado. A empresa informou ainda que criará um plano especial de apoio para seus mais de 9.000 funcionários.

Outras marcas e segmentos importantes do mercado como Netflix, TikTok, Disney, Apple, Jaguar Land Rover, H&M, Burberry, entre outras, também aderiram as interrupções de suas atividades com o objetivo de reduzir a força comercial e consequentemente bélica no país chefiado por Vladimir Putin, através desses bloqueios.

Foto destaque: Grife italiana Prada. Reprodução/Aventuras na história.