Esportes

Richarlison nega ter pedido saída de Conte

30 Mar 2023 - 15h09 | Atulizado em 30 Mar 2023 - 15h09
Richarlison nega ter pedido saída de Conte

Richarlison negou ter pressionado a diretoria do Tottenham para a saída do técnico Antonio Corte. A informação havia sido dada hoje (3) no canal argentino "TyC Sports".

O jornalista Gastón Edul falou, nesta manhã, dos atritos entre os jogadores e o treinador. “A relação do time com Conte era ruim, dá para perceber pelas palavras dele. Alguns jogadores até deram um ultimato ao clube caso o técnico não tivesse sido demitido. Agora, as perspectivas do Tottenham mudaram. Romero estava muito em dúvida se continuaria no Tottenham com Conte como técnico e eu entendo que a mesma coisa aconteceu com Richarlison, foram até a diretoria e disseram que sairiam”, disse.

O jogador brasileiro se pronunciou em suas redes sociais e criticou o jornalista, que não teria procurado sua assessoria antes de divulgar tal informação.


Manifestação de Richarlison sobre sua suposta relação com a saída de Antonio Conte do Tottenham. Reprodução/Twitter/@richarlison97


"Questionar e criticar um jogador pelo desempenho faz parte do futebol e do esporte e eu entendo. No entanto, inventar mentiras sobre mim, eu não aceito! Não fui líder de motim contra ele, pelo contrário. Sinto não ter rendido o quanto ele esperava de mim e não ter feito o suficiente para que ele permanecesse. Quando ele foi embora, inclusive, mandei uma mensagem agradecendo e desejando sucesso, pois é isso que ele merece", escreveu.

Não se sabe se a saída do técnico, neste domingo (26), foi fruto de divergências entre o técnico e a diretoria, mas o desgaste entre ele e os jogadores era notório. A crise interna do time veio a público após a derrota para o Milan nas quartas de final da Champions League, em 8 de março. O Tottenham havia perdido por 1 a 0 no jogo de ida, na Itália, e alcançou apenas um empate no jogo da volta em casa. Na ocasião, Romero foi expulso e o time ficou desfalcado durante os últimos 20 minutos.

Após a partida, Richarlison relatou sua frustração com a temporada à TNT Sports, e criticou as decisões de Conte de deixá-lo no banco. “Sou profissional, trabalho todo dia e quero jogar. Falta minuto, falta tempo. Essa temporada está uma m**** porque não tenho minutos, sofri um pouco de lesão também".

O atacante lesionou a panturrilha pouco antes da Copa do Mundo e, durante a competição, machucou a coxa. Depois disso, foi reserva em oito partidas e titular em três – duas delas, contra o West Ham e o Chelsea no fim de fevereiro, ele apontou para exemplificar sua melhora. “Vinha numa sequência boa, com duas vitórias, e de repente (Conte) me colocou no banco. Contra o Wolves, me colocou cinco minutos. Eu perguntei o porquê e não me falaram nada. Ontem me pediram para fazer um teste na academia. (Conte) me falou que, se eu estivesse bom, eu iria para o jogo. Quando chegou na hora do jogo, me colocou no banco. São coisas que não dá para entender".


Richarlison em entrevista para a TNT Sports. Reprodução/YouTube/TNT Sports Brasil


Richarlison foi adquirido pelo time inglês no meio do ano passado, por cerca de R$ 315 milhões, em contrato válido até 2027. “O clube pagou caro por mim e até agora não correspondi dentro de campo”, lamentou na entrevista. “É claro que as lesões me atrapalharam um pouco, faltaram minutos para me colocar para jogar. Vamos ver se ele me coloca de titular no próximo jogo”.

As críticas foram devolvidas pelo técnico dois dias depois, em 10 de março. “Richarlison não me criticou. Ele disse que sua temporada foi ruim e ele está certo. Ele teve lesões, jogou e marcou na Champions, depois foi para a Copa e teve uma lesão grave. Ele não marcou nenhum gol na Premier League. Ele foi muito honesto ao dizer que sua temporada não foi boa”.


Resposta de Antonio Conte sobre uma das críticas de Richarlison sobre a temporada. Reprodução/YouTube/Sky Sports News


Conte se propôs a dar mais espaço ao jogador, mas disse tê-lo achado egoísta nas declarações. “Se ele merecer jogar, darei a ele a oportunidade. Pelo resto da entrevista, acho que ele cometeu um erro. Quando você fala em 'eu' e não em 'nós', está sendo egoísta. Digo aos meus jogadores que se queremos construir algo importante e ganhar um troféu temos de falar com 'nós' e não com 'eu', porque senão estamos pensando apenas em nós próprios”.

No dia seguinte, Tottenham enfrentou o Nottingham Forest com Richarlison de titular e venceu o jogo por 3 a 1. Entretanto, uma semana depois, em 18 de março, o time de Londres empatou com o Southampton por 3 a 3, em uma partida durante a qual chegou a ter dois gols de vantagem. Após o jogo, Conte chamou os jogadores de “uma equipe de egoístas”, agravando o mal estar.

Até o final da temporada, o Tottenham será comandado por Cristian Stellini, auxiliar de Conte. Não há negociações em andamento para a contratação de um novo treinador, mas , entre os nomes cogitados, estão Luis Enrique, Julian Nagelsmann, Roberto De Zerbi e o ex-técnico do clube Mauricio Pochettino.

 

Foto Destaque: Richarlison e Antonio Conte. Reprodução: Twitter/Ig