Esportes

STJD denuncia Flamengo por cantos homofóbicos da torcida

04 Nov 2021 - 16h14 | Atulizado em 04 Nov 2021 - 16h14
STJD denuncia Flamengo por cantos homofóbicos da torcida

Nesta quarta-feira (3),  o Superior Tribunal de Justiça Desportiva do Futebol (STJD), denunciou o Flamengo por ter praticado cantos homofóbicos durante o jogo contra o Grêmio, nas quartas de final da Copa do Brasil. O Flamengo não irá se pronunciar e o caso será julgado na próxima segunda-feira (8).

https://inmagazine.ig.com.br/post/Gabriela-Pugliesi-diz-ter-se-arrependido-de-casamento

https://inmagazine.ig.com.br/post/Santos-de-Carille-enfrenta-Palmeiras-sua-maior-vitima

https://inmagazine.ig.com.br/post/Fim-do-auxilio-emergencial-preocupa-milhoes-de-familias-em-novembro

O clube carioca será enquadrado no artigo 243-G, que julga um '' ato discriminatório desdenhoso ou ultrajante, relacionado a preconceito em razão de origem étrica, raça, sexo, cor, idade, condição de pessoa idosa ou portadora de deficiência''.

O rubro-negro, além de poder perder os mandos de campo, poderá receber uma multa de até R$100 mil. Após o Coletivo de Torcidas Canarinhos LGBTQ apresentar uma '' notícia de infração'', por meio de imagens divulgadas na internet, o caso chegou à Procuradoria do STJD.

''É preciso considerar o fato de que no estádio havia público de mais de 6,5 mil torcedores da equipe mandante, que delirando com o resultado positivo alcançado na competição e embriagados pela alegria, menosprezavam a equipe adversária com cânticos homofóbicos, hipótese configurada nos parágrafos 1°,2° e 3° do CBJD'', destaca um trecho do processo.


(Foto: Divulgação)


O quarteto de arbitagram do jogo foi denunciado por deixar de cumprir suas obrigações. A pena varia de suspensão de 15 a 360 dias, além do pagamento de multa.

 

Foto Destaque: NAYRA HALM/FOTOARENA/ESTADÃO CONTEÚDO