Money

Saiba porquê o mercado de ações é a melhor opção de investimento para seu dinheiro

31 Out 2021 - 22h03 | Atulizado em 31 Out 2021 - 22h03
Saiba porquê o mercado de ações é a melhor opção de investimento para seu dinheiro

Investimento em ações oferece algumas vantagens que fazem a diferença como incentivos tributários. Liquidez e recebimento de dividendos são atrativos que seduzem qualquer pessoa. E a pergunta de U$$ 1 milhão é: como investir em ações? Antes é preciso lembrar que são três as formas de investir em ações: Fundos de Investimento conhecidos como ETF's (exchange trade funds), ou montar sua própria carteira de ativos. Outro conselho é estudar e entender qual é o seu perfil como investidor e o seu objetivo quando fizer o aporte.

Moderado, conservador, agressivo ou arrojado, seja qual for o seu perfil, com certeza você já deve ter pensado em investir nas ações da bolsa de valores.

Mas antes disso é bom conhecer um pouco melhor sobre o mercado financeiro para saber reconhecer as oportunidades e fugir dos riscos que não foram calculados. É no Mercado financeiro o risco faz parte do jogo, e quanto mais arriscado for seu investimento, o retorno de seus dividendos será proporcional ao perigo.


Como investir na prática? Fonte: ( BTGPactualDigital/ MirnaBorges)


Antes de escolher o título de renda variável, esse é o nome técnico do que chamamos de ação, você deve ter em mente o que ela significa e representa.

A ação é a menor fração do capital de uma empresa, é uma pequena fatia dela. Por tanto ao adquiri-la você acaba se tornando sócio da empresa, então a primeira coisa na hora de escolher um investimento é conhecer ele.

Já que investir em ações é a melhor chance para conseguir elevar o patrimônio, é importante saber qual é o seu perfil como investidor para saber quais ações escolher pois são várias as opções que o mercado oferece.

Os ativos de renda variável são os que podem possibilitar uma rentabilidade acima da média em comparação a outros investimentos disponíveis. Como dissemos, altas possibilidades de ganhos trazem riscos mais elevados para seus investidores. Claro que todo investimento tem seus riscos intrínsecos, grandes ou pequenos eles vão de acordo com a sua peculiariedade. 

Mas se você é um iniciante e não sabe onde investir, o primeiro conselho é adquirir conhecimento. Quando tiver o mínimo de expertise no assunto, investir em renda fixa é a opção mais recomendada, se você não for novato mas sim um perfil conservador, ela também vai ser a melhor escolha. Combinando segurança e rendimentos, ela vai te deixar bem mais tranquilo do que a renda variável.


No mercado financeiro conhecimento vale mais que dinheiro! Foto (Reprodução/ ToroRadar)


As opções em renda fixa são títulos privados e titulo públicos, todos com características próprias. 

Tesouro Direto - Uma das vantagens é que você pode solicitar o resgate dos seus investimentos e recebe-los no mesmo dia. Isso é o que o mercado chama de liquidez diária. Dentro do tesouro direto você pode escolher os Prefixados (com taxas de juros fixadas no momento do investimento), ou seja, já fica sabendo quanto vai rentabilizar no final da operação; Tesouro Selic ( Rentabiliza atrelado a taxa selic); Tesouro IPCA (Rentabilidade atrelada a inflação), eles rendem igual a variação da inflação e ainda possuem uma taxa prefixada.

CDB's - Dos preferidos e mais conhecidos dos que preferem a renda fixa. Um dos fatores para isso é a sua rentabilidade e a segurança do Certificado de Depósito Bancário. O CDB nada mais é do que uma estratégia dos bancos para fazer captação de dinheiro através da emissão de títulos. Com eles você está acima do benchmark oferecido pelos outros investimentos da renda fixa.

LCI's/ LCA's - Hoje eles estão sendo um dos mais preferidos da renda fixa porque são livres de tributos. Nos últimos tempos as letras de crédito se tornaram mais acessíveis e o que era  impossível agora está ao alcance das mãos daqueles que o maior desejo é não se preocupar com impostos. As LCI's são Letras de Crédito Imobiliário são emitidas pelos bancos. Todos os recursos captados vão direto para o financiamento de empreendimentos e atividades do setor imobiliário. Por terem uma data de vencimento estabelecida o investidor consegue ter ideia dos seus rendimentos. LCA's são as Cartas de Crédito do Agronegócio. Elas tem a mesma natureza das LCI's a diferença no tipo de investimento para onde o capital é direcionado. Como o próprio nome diz, todo valor é investido no Agronegócio.

Investir em renda fixa está mais próximo para o perfil mais conservador ou para quem vai iniciar sua jornada no mercado financeiro.

Mas se você for mais ousado e estiver disposto a encarar os riscos dessa aventura, uma boa pedida é o investimento em renda variável. Ao investir em renda variável você vai ter que aprender a lidar com o improvável, pois prever o futuro nessa realidade é bem mais difícil. É verdade que seu ganhos podem ser bem superiores aos outros investimentos disponíveis no mercado financeiro, isso ocorre porque quanto mais arriscada for a operação maior poderá ser o seu retorno sobre esse investimento. Se você é um Indiana Jones e consegue tolerar e encarar os riscos com um tom desafiador alguns fundos de investimentos ou a bolsa de valores é o seu lugar.


O mais importante é saber a hora certa de fazer os dados rolarem. Reprodução (Fonte/ AndreBona)


Entender a relação risco x retorno, saber qual sua disponibilidade, prioridade e finalidade vão ajudar no alinhamento de suas ideias para fazer a melhor escolha na hora de começar a investir.     

As ações possuem todos os atributos e atrativos para o investidor que tem como objetivo principal alavancar seus ganhos. Diversificar essas aplicacões em uma carteira de ativos vai trazer mais segurança, assim como escolher empresas que já tem lastro também trará mais proteção até em cenários desfavoráveis ou nos momentos em que a volatilidade do mercado estiver alta.

Como já foi mencionado, conhecer a ciência que esta por trás da matéria investimento é fundamental se você quer alcançar sucesso.

A longo prazo os papéis de uma carteira superam de longe os da renda fixa. Mesmo com toda variação dos preços, nesse caso o ditado “O tempo se encarrega das coisas” funciona bem pois a volatilidade tende a ficar diluída com o tempo.

A carteira de ativos é o conjunto de aplicações que um investidor possui. Saber montar a sua carteira de investimentos é tão importante quanto saber diversificar. Saiba que você pode diversificar investindo em renda fixa e renda variável.

A carteira de ativos é uma fonte que gera receita através dos valores distribuídos aos acionistas (Dividendos) proporcionalmente a quantidade de ações que ele possui da empresa. A grande jogada é reinvestir esses dividendos. Através dessa disciplina sua própria carteira vai permitir que sua renda seja ampliada. Isso é fantástico. O resto são juros compostos e uma agradável sensação de dever cumprido.

Investir em um título de renda variável permite liquidez (Capacidade do titulo ser convertido em moeda/Facilidade de negociação), em caso de alguma emergência será mais fácil vender ou comprar um ativo com maior liquidez. Essa facilidade precisa ser apreciada com cautela pois por causa da facilidade de negociação uma decisão precipitada pode ser um caminho sem volta então, pense bem, planeje e estude para poder diminuir seus riscos.

https://inmagazine.ig.com.br/post/Global-Foundries-Incorporation-tem-avaliacao-de-U-26-bilhoes-em-seu-primeiro-dia-na-Nasdaq

https://inmagazine.ig.com.br/post/A-Fintech-RecargaPay-recebe-aporte-de-U-10-milhoes-para-expandir-aplicativo

https://inmagazine.ig.com.br/post/Conheca-9-livros-para-aprofundar-seus-conhecimentos-financeiros

Os incentivos tributários são um chamariz difícil de escapar, afinal, quem é que não quer menos tributos, impostos, taxas e mais o que eles podem inventar para nos impingir obrigações capitais. Pois bem, quem bate o teto de R$ 20 mil ao mês consegue o beneficio da isenção nos investimentos de renda variavel, se ultrapassar, a tributação será em 15%.

Você só não cinsegue isenção, mesmo com o valor dentro do limite, se a operação realizada for em “day trade" que são aquelas em que o ativo é comprado e vendido no mesmo dia

Na renda variável os dividendos recebidos ficam isentos do imposto de renda. Fugir do leão é o sonho de muito brasileiro. Vale lembrar que todos os incentivos tributários fomentam empresas e são importantíssimos para a economia de qualquer país.

É muito importante conhecer os instrumentos e mecanismos que vão dar segurança pra você e sua carteira de ativos. E o mais importante para não ter momentos desagradáveis é conhecer bem o segmento de seu interesse e a relação risco versus retorno que ele impõe. É um erro muito comum investidores se aventurarem pelo mercado sem ter a real compreensão da equação dessa relação.

A responsabilidade fica nas mão de quem esta investindo, por isso, pesquisar, se informar, buscar profissionais e fontes confiáveis vão ser o diferencial para você escolher o melhor caminho de acordo com seus recursos. Entender sobre as clásses de risco vai ser muito importante e fazer a diferença nessa jornada.

Se você quer a independência financeira investir em ações pode te levar ao lugar que você mais deseja, mas antes não esqueça, estude, se você quer evitar episódios dramáticos. Antes de investir no mercado faça um investimento em você e em seus conhecimentos, estude muito. Atualmente é muito mais fácil pesquisar pois a internet tem uma gama de conteúdos e com certeza você vai encontrar aquele profissional compartilhando o que você precisa. Faça um curso, trocar idéias e experiencias com os atores do mercado pode fazer diferença e ser o pulo do gato. Você pode ser o próximo Warrem Buffett.

Foto destaque (Reprodução/ CapitaResearch).