Money

Sede da Tesla é transferida da Califórnia para o Texas

12 Out 2021 - 19h11 | Atulizado em 12 Out 2021 - 19h11
Sede da Tesla é transferida da Califórnia para o Texas

Foi anunciada na quinta-feira passada (7) pelo CEO da Tesla, Elon Musk na assembleia anual de acionistas da empresa, realizada na Texas Gigafactory da Tesla, próximo a Austin, que a fabricante de veículos elétricos mudará a sua sede, passando agora para o Estado do Texas.

O bilionário afirmou que a empresa continuará construindo veículos na região da Baía de São Francisco. Elon não especificou o momento certo do fechamento da atual sede em Palo Alto, mesmo que a mudança não seja totalmente inesperada.

“Para ser claro, continuaremos a expandir nossas atividades na Califórnia”, disse Musk. “A Tesla não está deixando a Califórnia. Nossa intenção é aumentar a produção em Fremont e Nevada em 50%.”

Mesmo que a Califórnia continue sendo a referência da Tesla no mercado nos Estados Unidos, onde grande parte dos seus veículos são produzidos, o CEO entrou em conflito com o estado nos últimos anos. 

Em uma das ocasiões foi quando as autoridades sanitárias do condado de Alameda, onde a fábrica de Fremont fica, estabeleceram medidas sanitárias e de segurança para a proteção dos trabalhadores durante os primeiros dias da pandemia do novo coronavírus, no ano de 2020.


A nova sede da Tesla será no Texas. Para Musk, o Estado é mais barato e menos regulamentado. (Foto: Reprodução/dallasnews.com)


Em entrevista à rede CNBC em maio de 2020, O governador da Califórnia, Gavin Newsom, disse que não estava “preocupado com uma saída de Elon” depois que Musk ameaçou deixar o estado pela primeira vez.

Erin Mellon, a porta-voz do governador da Califórnia afirmou que “A Califórnia é o berço da inovação, a quinta maior economia do mundo e lar das maiores ideias e empresas do planeta. O sucesso não surge apesar de nossas políticas progressistas, mas por causa delas”.

“Defendemos nossos trabalhadores, a saúde pública e o direito de escolha da mulher. Esses são os valores fundamentais da Califórnia e continuaremos criando mais empregos do que qualquer outro estado, ultrapassando a recuperação econômica do país e mantendo as taxas de casos Covid-19 mais baixas dos EUA”, completou  ela.

https://inmagazine.com.br/post/Fintechs-sao-alvo-de-pressao-no-Brasil-por-mais-rentabilidade

https://inmagazine.com.br/post/Facebook-tem-queda-de-5-na-bolsa-apos-instabilidade-de-suas-redes-sociais

https://inmagazine.com.br/post/Santander-lanca-podcast-sobre-financas-voltado-para-o-publico-feminino

 

Musk se aborrecia cada vez mais com as leis austeras da Califórnia, em paralelo que se encantava com o apelo do Texas, um Estado mais barato e menos regulamentado. Em setembro, após o estado ter aprovado regras que atravancavam o acesso ao aborto legal, facilitavam a compra de armas e restringiam o direito ao voto, o governador do Texas, Greg Abbott, disse que o empresário bilionário “gosta das políticas sociais” de lá.

A Tesla segue o exemplo da montadora Toyota que anunciou que tem planos iguais de transferir sua sede na América do Norte do subúrbio de Los Angeles para o subúrbio de Dallas, também no Texas. Ainda possuem sede na Califórnia as startups de veículos elétricos Lucid Motors, Fisker Inc. e Rivian.

Em uma nota, o analista de ações da Wedbush Securities, Daniel Ive afirmou “Acreditamos que este foi um movimento estratégico inteligente para a Tesla, já que a empresa está construindo agressivamente sua presença em Austin com a produção do Cybertruck e do modelo 3/Y. Musk agora está dobrando sua aposta no estado”

Nos problemas mencionados por Musk estavam o desejo da empresa por um espaço amplo, os altos custos imobiliários na Baía de São Francisco, e os longos deslocamentos do dia a dia para os trabalhadores.

“Aqui em Austin, nossa fábrica fica a cerca de cinco minutos do aeroporto, a 15 minutos do centro da cidade”, disse Musk. “Vamos criar um paraíso ecológico aqui no Rio Colorado. Vai ser ótimo.”

 

Foto destaque: Reprodução/www.remessaonline.com.br