Cinema/TV

“Servo do povo”: HBO Max anuncia série estrelada pelo atual presidente ucraniano Volodymyr Zelensky

14 Mai 2022 - 11h31 | Atulizado em 14 Mai 2022 - 11h31
“Servo do povo”: HBO Max anuncia série estrelada pelo atual presidente ucraniano Volodymyr Zelensky

Nesta sexta-feira (13 de maio) a HBO Max anunciou em suas redes sociais que a série Servo do Povo, uma produção criada e estrelada pelo atual presidente da Ucrânia, Volodymyr Zelensky, está disponível em seu catálogo. 

A série, uma comédia satírica, mostra um professor de história Vasily Petrovych Goloborodko, interpretado por Zelensky, que, após ter um vídeo viralizado, onde ele criticava políticos ucranianos, é repentinamente eleito presidente da Ucrânia. 

No momento, apenas a primeira temporada da série, com 23 episódios, foi disponibilizada no streaming que pode ser assistida com legenda em português e tem classificação indicativa de dez anos de idade. 



Em breve, 17 de maio, também será possível encontrar Servo do Povo - O Filme, na Netflix, que já disponibilizou a série em seu catálogo nos EUA em fevereiro deste ano. 

A série, que foi produzida pela Kvartal 95, veiculada originalmente na Ucrânia e durou três temporadas (2015 a 2019), além de uma adaptação cinematográfica lançada em 2016 foi responsável por levar Zelensky a fama que antes de assumir a presidência de um dos maiores países da Europa, era comediante e ator. 

Servo do Povo, também foi o nome escolhido para o partido político de Zelensky, fundado por ele e pelo advogado do canal e produtor da série, Ivan Bakanov, em 31 de março de 2018, pouco antes das eleições que ao ator e comediante o cargo de maior autoridade na Ucrânia. 

Com sua fama correndo por todo país, Zelensky, que apesar de não ter experiência política, saiu vitorioso com 70% dos votos no segundo turno das eleições de 2019. A vitória ocorreu em meio a um movimento anti política no país, sobretudo a partir de 2013.

Segundo o que disse à rede de TV americana Fox News, a distribuidora Eccho Rights que cuida dos direitos da série, o programa recebeu uma série de outros pedidos de transmissão, fechando contratos com emissoras em diversos países, sobretudo na Europa. Procura esta que pode estar totalmente ligada aos últimos acontecimentos com a Rússia que envolvem o presidente ucraniano. 

 

Foto destaque: Foto (Reprodução/Gizmodo)