Tech

Sony cria nova empresa para fabricar lasers espaciais

05 Jun 2022 - 21h00 | Atulizado em 05 Jun 2022 - 21h00
Sony cria nova empresa para fabricar lasers espaciais

A Sony, empresa que vai de estúdios de produções audiovisuais até a aparelhos tecnológicos, criou uma companhia que vai fabricar e fornecer dispositivos que irão permitir satélites em órbita para se comunicar entre si através de lasers.

A Sony Space Communications, criada nesta última quarta-feira (01/06), vai aproveitar a tecnologia por laser para conseguir evitar interferências em frequências de rádio. Os aparelhos irão operar entre a comunicação dos satélites com as estações na terra.

A companhia não divulgou quando pretende ter o seu primeiro aparelho comercial sendo operado no espaço, qual tamanho do investimento feito até o momento ou se já existem clientes aguardando o produto.


Quase 12 mil satélites estão em funcionamento na órbita terrestre (Foto:reprodução/Terra)


Existem quase 12 mil satélites operando na órbita da Terra, número que poderá ficar maior com o passar dos anos, já que as companhias de foguetes espaciais estão podendo reduzir os custos de lançamentos. Empresas como a Amazon e SpaceX montam diversas redes de satélites de baixa órbita para oferta de serviços de internet ao redor do planeta.

A quantidade de dados usados em órbita está aumentando a cada ano, mas as frequências de rádio disponíveis são limitadas”, afirmou o presidente da nova empresa, Kyohei Iwamoto, em comunicado.

A SpaceX já produz seus dispositivos próprios de comunicação por intermédio de laser e lançou os primeiros, no final do ano passado, para sua rede se satélites, a Starlink.

A Sony afirmou que em 2020 aconteceu o seu primeiro teste bem-sucedido com esta tecnologia, quando a empresa fez a transmissão dos dados de imagens em alta definição de lasers saindo da Estação Espacial Internacional para uma instalação no Japão em terra.

Como parte de uma estratégia, a Sony, que tem sede em Tóquio, anunciou planos para avançar no metaverso em maio.

 

Foto destaque: Sony é uma multinacional japonesa, quinto maior conglomerado do planeta (Reprodução/Istoé)