Notícias

Subiu para sete o número de mortos no tiroteio em Highland Park, nos Estados Unidos

05 Jul 2022 - 21h30 | Atulizado em 05 Jul 2022 - 21h30
Subiu para sete o número de mortos no tiroteio em Highland Park, nos Estados Unidos

Sobe para sete o número de mortos após o tiroteio que ocorreu no centro de Highland Park, na cidade de Illinois, nos Estados Unidos, na última segunda-feira (4). O atentado ocorreu durante um desfile de 4 de julho, feriado nacional no país. 

No dia do acontecido, seis pessoas morreram na hora e outras 31 pessoas foram transferidas para dois hospitais da região, segundo o porta-voz do Sistema de Saúde da Universidade NorthShore, Jim Anthony. A maioria dos socorridos estavam com ferimentos de bala, enquanto outras se machucaram enquanto fugiam do local. 

A polícia identificou pelo ataque, o jovem Robert E. Crimo lll, de 21 anos. As autoridades acreditam que ele iniciou os ataques em torno das 10h da manhã - pelo horário local – abrindo fogo sobre o telhado de uma empresa que ficava próxima ao local do desfile. 

O modelo da arma era um rifle de alta potência e o ataque demonstrou ser “aleatório” e “intencional”, conta Christopher Covelli, porta-voz da Força-Tarefa de Crimes Graves do Condado de Lake.


Robert Crimo lll (Foto: Reprodução/CNN)


Tentando parar no trânsito, o suspeito foi visto por um policial no norte de Chicago, acabou fugindo e houve uma perseguição dos policiais contra ele. Ainda assim, Robert foi foi detido em Lake Forest, Illinois, conta as autoridades. Segundo a polícia, o criminoso não possuía incidentes. 

O local estava muito cheio no momento do atentado, em decorrência do feriado da Independência dos Estados Unidos. Famílias se encontravam reunidas para celebrar o momento de comemoração.

Pais e filhos tiveram que abandonar triciclos e deixar o seu momento de lazer, para que fosse possível se protegerem das balas que atravessavam o parque. O local de divertimento e memórias, acabou se tornando um grande cenário de terror. 

Após o fatídico acontecimento, as autoridades cancelaram o famoso e tradicional desfile que celebra a data em questão. O suspeito também é acusado de ser o autor de sete assassinatos em primeiro grau. 

 

Foto destaque: Imagens no local do atentado. Reprodução/ Brasil Perfil