Notícias

Taxa de desemprego dos EUA cai a 3,5% em setembro

07 Out 2022 - 13h57 | Atulizado em 07 Out 2022 - 13h57
Taxa de desemprego dos EUA cai a 3,5% em setembro

A taxa de desemprego nos Estados Unidos recuou a 3,5% em setembro, voltando ao patamar de julho. Em agosto a taxa era de 3,7%. Mesmo apresentando uma queda, os índices futuros aprofundaram a queda depois que o Payroll de setembro foi divulgado pela secretaria de estatísticas trabalhistas do país. 

No mês passado, 263.000 novas vagas de emprego fora do setor agrícola foram abertas, e o aumento do ganho médio por hora, de 0,3%, a US$32,46, segundo o Departamento do Trabalho no relatório divulgado nesta sexta-feira (7). Consultados pela Reuters - agência de notícias britânica -, os economistas previam uma abertura de 250.000 vagas de emprego, com as estimativas variando de 127.000 a 375.000. Em agosto, 315.000 postos de trabalho foram criados.

Os novos dados afetaram a cotação do dólar no início desta manhã, e por volta das 10h10, a moeda norte-americana subiu 0,59%, negociada a R$5,24. 


Taxa de desemprego nos EUA cai em setembro. Foto: (Reprodução/Remessa Online)


Apontando para o mercado de trabalho, a queda do desemprego é um sinal de mais aperto inflacionário à frente, que mantém o Federal Reserve (Fed, o banco central dos EUA) em um trabalho difícil no combate à alta de preços, a maior registrada nas últimas décadas. 

Estima-se que o Fed será forçado a continuar mantendo o ritmo agressivo de aumento da taxa americana, e na próxima reunião, que acontecerá no início de novembro, elevar o juros em mais 0,75 ponto porcentual. 

O banco Wells Fargo, destacou em seu relatório que os 263 mil postos de trabalho criados foram “o ritmo mais lento de crescimento de emprego". Porém, a instituição avaliou que “A perspectiva de um pouso suave ainda parece desafiadora com o relatório de empregos de setembro, já que ainda há um longo caminho a ser percorrido antes da oferta e demanda por trabalhadores estar mais equilibrada e as pressões inflacionárias do mercado de trabalho estarem totalmente contidas.”

O mercado de trabalho já avalia que, no final do ano, os juros dos Estados Unidos estarão na faixa entre 4,25% a 4,50%, o que seria o maior patamar desde 2007.

Foto destaque. Taxa de desemprego nos EUA cai para 3,5% em setembro. Foto: Reprodução/TradeMap.

Mais Lidas