Tech

Telegram é o aplicativo mais baixado no Brasil, apesar de polêmica na Justiça

22 Mar 2022 - 14h30 | Atulizado em 22 Mar 2022 - 14h30
Telegram é o aplicativo mais baixado no Brasil, apesar de polêmica na Justiça

O Telegram, aplicativo de mensagens, se tornou no último fim de semana o centro das notícias na imprensa brasileira após ter o seu serviço proibido no país pelo ministro Alexandre de Moraes. No entanto, o magistrado revogou no domingo (20) a decisão após o aplicativo cumprir as exigências feitas pela corte.

Apesar das polêmicas envolvendo o aplicativo de mensagens, a popularidade do Telegram está alta no Brasil e com crescimento contínuo. Em 2021, o app foi o que mais colecionou usuários mensais ativos, de acordo com o relatório do App Annie, empresa que faz pesquisas semelhantes ao do Ibope, porém focando nos aplicativos.


Telegram teve alta nos downloads após mudanças na política do WhatsApp (Foto:Reprodução/TNH)


Para se ter noção do “boom” que o aplicativo teve no Brasil e no mundo durante o ano de 2021, o Telegram saiu da oitava posição de apps baixados no mundo para ser o primeiro colocado no mês de janeiro do ano passado.  Apesar do WhatsApp ainda ser o líder dos aplicativos de mensagens, o Telegram tem encurtado a distância nos últimos meses.

Um fator que pode ter possibilitado a alta nos downloads do Telegram é o fato de o seu principal concorrente, o WhatsApp, ter modificado a sua política de privacidade, além dos seus frequentes problemas técnicos que tem apresentado nos últimos anos.

O mais recente apagão que o app da Meta durou cerca de sete horas, isso levou a mais de 70 milhões de downloads do Telegram, segundo o presidente do app Pavel Durov.

A polêmica envolvendo o app se deu por conta do não cumprimento das ordens de bloqueio e desmonetização de contas ligadas ao blogueiro bolsonarista Allan dos Santos feitas pelo STF. O aplicativo ignorou as ordens e teve o seu serviço proibido em todo o território brasileiro na última sexta feira (18).

No domingo após cumprir as ordens dadas pela corte, o Telegram voltou a ser liberado no Brasil.

Foto destaque: Logo Telegram Reprodução/UOL

Mais Lidas