Tech

Telegram ultrapassa WhatsApp e é o maior aplicativo de mensagens na Rússia

22 Mar 2022 - 20h37 | Atulizado em 22 Mar 2022 - 20h37
Telegram ultrapassa WhatsApp e é o maior aplicativo de mensagens na Rússia

Segundo dados divulgados nesta segunda-feira (21) pela Megafon, operadora russa de telecomunicações, a plataforma de mensagens Telegram, passou a ser o aplicativo de comunicação mais popular entre os russos, ultrapassando o WhatsApp, que teve queda de 16% de sua participação entre os usuários.

A análise de tráfego de dados realizada pela operadora de telecomunicações na Rússia, comparou as duas primeiras semanas de fevereiro de 2022 e as duas primeiras semanas de março do mesmo ano. Neste período, enquanto a participação do WhatsApp, aplicativo de mensagens instantâneas que obtinha quase metade dos acessos no país, caiu de 48% para 32%, a participação do Telegram, plataforma também utilizada para trocas de mensagens, cresceu 15%, saltando de 48% para 63%, sendo considerado o app mais popular do país.


Entre os russos, Telegram ultrapassa o WhatsApp (Foto: Reprodução/Thomas Ulrich/Pixabay)


O aplicativo ganhou força a partir de restrições de acesso a outras plataformas de envio de mensagens e redes sociais, principalmente norte-americanas, em território russo. Em comunicado, a Megafon afirmou que o Telegram passou a ter novos acessos e números expessivos em 24 de fevereiro. Além das trocas de mensagens em tempo real, o Telegram trabalha com canais que podem ser acompanhados pelo público, sendo utilizado como ferramenta de compartilhamento de notícias na Rússia.

Outro fator que explica a queda da popularidade do WhatsApp entre os russos, é o envolvimento da plataforma em um processo com a justiça do país, a empresa do grupo Meta Platforms Inc. está sendo acusada de extremismo. Outras redes, como o YouTube, plataforma de vídeos que pertence ao Google, também estão sendo ameaçadas pelo governo russo. Enquanto o Telegram, é promovido por autoridades do país e não recebe ameaças de bloqueio, contribuindo para a migração em massa dos usuários.

 

Foto Destaque: Telegram, aplicativo de mensagens. Reprodução/Victoria Borodinova/Pixabay

Mais Lidas