Esportes

Tite afirma não ver grupo da morte na Copa 2022: “Mas não tem grupo de vida”

02 Abr 2022 - 09h25 | Atulizado em 02 Abr 2022 - 09h25
Tite afirma não ver grupo da morte na Copa 2022: “Mas não tem grupo de vida”

Após o sorteio feito pela Fifa, o técnico da seleção brasileira, Tite, avaliou a configuração dos grupos da Copa do Mundo 2022. Mais uma vez a seleção canarinho terá Suíça e Sérvia como adversários, como foi na Copa de 2018, que aconteceu na Rússia. Camarões completa o grupo G.

“Não tivemos nenhum grupo da morte, mas também nenhum grupo da vida, não tem jogo fácil”, disse o treinador em coletiva ao SporTV.

Cabeça de chave do Grupo G, o Brasil enfrentará a Sérvia, no dia 24 de novembro, a Suíça, no dia 28, e Camarões, em 2 de dezembro.

“Expectativa e novidade não é, em termos de nomes. Claro que é um acompanhamento maior e o objetivo é sempre ligado na seleção brasileira, na consolidação e na construção dela. É um grau de dificuldade que os mundiais nos trazem”, completou Tite.

Tite não escondeu que achou inusitada a repetição de dois dos três adversários que o Brasil teve na primeira fase dos jogos em 2018. O treinador reconheceu que ter passado por essa experiência anteriormente o deixa com uma “naturalidade maior”. Segundo Tite, a situação o deixa com uma “adrenalina mais elaborada” e “um aspecto mental um pouco mais equilibrado”.


Tite com seu auxilixar na seleção brasileira, Cléber Xavier (Reprodução: Divulgação/CBF)


Por ter caído no Grupo G, o Brasil será uma das últimas seleções a estrear no Catar.

“Qualquer tempo a mais com os jogadores é uma vantagem. Mais tempo de trabalho vai ser bom para nós”, disse Tite, admitindo que essa era uma das suas metas antes do sorteio.

A apresentação dos convocados para a Copa acontecerá no dia 14 de novembro, uma semana antes do início do torneio. A Fifa ainda não definiu o limite de convocados por cada seleção. As equipes participaram hoje (1) de uma reunião em que deixaram claro sua vontade de escalar 26 jogadores, deixando 15 deles no banco.

Ao finalizar a coletiva, Tite afirmou que 8 meses até a Copa é um tempo grande e que todos irão se surpreender com as seleções sul-americanas.

“Vão se surpreender como Equador, hein. Escuta o que estou dizendo.”

Tite e Cléber Xavier ainda terão dois jogos pela seleção brasileira. A primeira será em junho, onde a seleção disputará três amistosos que devem acontecer na Austrália.

 

 

Foto destaque: Tite, treinador da seleção brasileira de futebol (Reprodução: Marcio Machado/Getty Images)