Notícias

Tragédia de Petrópolis faz Bolsonaro pedir por 'auxílio imediato' para o município

16 Fev 2022 - 10h07 | Atulizado em 16 Fev 2022 - 10h07
Tragédia de Petrópolis faz Bolsonaro pedir por 'auxílio imediato' para o município

Embora ainda cumpra sua agenda na Rússia, Jair Bolsonaro já tomou conhecimento da tragédia causada por enchente em Petrópolis. O presidente esteve em conversa por telefone com o governador do Rio de Janeiro, Cláudio Castro, e os ministros Rogério Marinho (Desenvolvimento Regional), Paulo Guedes (Economia) e Braga Neto (Defesa).

A informação vem do Portal R7. Segundo o site de notícias, o Corpo de Bombeiros do histórico município fluminense informou que as chuvas na região serrana “causaram a morte de pelo menos 18 pessoas até a noite desta terça (15) e provocaram cerca de 60 deslizamentos”.

As chuvas chegaram a cumprir mais do que o esperado, tendo alcançado o total esperado para este mês. O episódio ainda causou obstrução das ruas de acesso ao centro da cidade, arrastando inúmeros objetos e invadindo estabelecimentos de todo tipo, além de causar queda de energia e muitos pontos da cidade. Uma escola também foi atingida, tendo desabado.


"Casa da Princesa Isabel", patrimônio histórico petropolitano foi um dos atingidos pela tragédia (Foto: Reprodução/Agência O Globo via Extra Online)


Muitos sítios históricos foram atingidos fortemente com a enchente. Um dos mais conhecidos, a casa onde viveu a antiga princesa regente Isabel, filha de Dom Pedro II e signatária da Lei Áurea, acumulou ao seu redor um lamaçal e teve parte de seu interior inundada.

Ainda segundo o R7, o ministro Rogério Marinho se posicionou sobre o ocorrido. "Estamos em contato com a prefeitura e faremos todos os esforços para socorrer as vítimas. Nossa Defesa Civil Nacional está trabalhando com as defesas civis do estado e do município", disse.

O ocorrido é o maior desastre ambiental experimentado pelos habitantes do município em quase onze anos. Em dezembro de 2011, 918 pessoas foram mortas também por uma enchente, que ainda deixou trinta mil pessoas desabrigadas. O Yahoo chamou o ocorrido de “drama recorrente”.

Por fim, o presidente Bolsonaro confirmou que, em resposta ao ocorrido, exigirá “auxílio imediato” para a cidade. Confira a publicação:


- De Moscou tomei conhecimento sobre a tragédia que se abateu em Petrópolis/RJ.

- Fiz várias ligações para os Ministros
@rogeriosmarinho e Paulo Guedes para auxílio imediato às vítimas, bem como conversei com o @DefesaGovBr , General Braga Neto, que me acompanha na Rússia.

— Jair M. Bolsonaro (@jairbolsonaro) February 16, 2022 ">

 

Foto Destaque: Reprodução/Felipe Grinberg via O Globo

Mais Lidas