Tech

Twitter Blue finalmente chega ao Brasil custando até R$ 60,00 por mês

09 Fev 2023 - 15h50 | Atulizado em 09 Fev 2023 - 15h50
Twitter Blue finalmente chega ao Brasil custando até R$ 60,00 por mês

O Twitter Blue foi criado por Elon Musk como uma das tentativas de estancar os prejuízos da rede social. O plano pago idealizado por Musk dá aos assinantes acesso exclusivo a “recursos premium” dentro da rede social, como mais visibilidade a publicações, respostas, buscas e também menos anúncios na linha do tempo do assinante.

O pacote foi anunciado a usuários dentro da plataforma por pagamentos mensais a partir de R$ 42. Para os usuários que assinarem o plano anual, cada mês custará R$ 36,67. No entanto, em algumas publicações da rede social, outras pessoas relataram que receberam a promoção da rede social com o preço de R$ 60 mensais.



Planos do Twitter Blue. (Reprodução/Twitter)


Apesar dos diferentes preços do plano, os benefícios do Twitter Blue são os mesmo em todos os planos:

- Selo de verificação azul, que antes era direcionado apenas para celebridades, jornalistas e políticos, sem cobranças adicionais. Todos os assinantes do Twitter Blue que verificarem o número de celular receberão o selo a partir de agora;

- Mais visibilidade do perfil a respostas, buscas e publicações;

- Ver metade dos anúncios na plataforma;

- Publicar vídeos mais longos;

- Ter acesso antecipado para testar ferramentas em desenvolvimento, como a opção de editar tuítes, colocar imagens NFT no perfil e fazer uploads de vídeos em alta qualidade de imagem.

A expectativa de Musk é que o novo plano pago do Twitter garanta mais uma fonte de receita para a rede social, que sofre com prejuízos recorrentes. No último trimestre de 2022, já sobre a gestão do bilionário, a empresa teve uma queda de faturamento de 35%.

Com prejuízos em série da rede social, Muk assumiu e demitiu 80% dos funcionários, cerca de 6.200 pessoas.

Alvo de diversas críticas por iniciativas desastradas na plataforma, Musk decidiu abrir uma enquete no próprio Twitter para perguntar se deveria continuar ou não como presidente-executivo. A maioria votou para ele deixar o cargo e o empresário depois afirmou que seguiria o resultado, mas até agora não cumpriu a promessa.

Foto Destaque: Símbolo do Twitter. (Reprodução/Twitter)