Notícias

Ucrânia convida papa Francisco a visitar país após discutir acordo de paz

27 Abr 2023 - 21h24 | Atulizado em 27 Abr 2023 - 21h24
Ucrânia convida papa Francisco a visitar país após discutir acordo de paz

O Papa Francisco recebeu nesta quinta-feira (27/04) um convite especial para realizar uma visita à Ucrânia. O convite partiu de Denys Shmyhal, o primeiro-ministro Ucraniano, durante uma visita à Francisco nesta manhã de quinta quando Shmyhal foi recebido no Vaticano, onde o convite para o papa visitar a capital de Kiev foi realizado.

"O santo padre foi convidado novamente. Esse convite já foi feito várias vezes e certamente será repetido ainda", disse Andrii Yurash, embaixador de Kiev no Vaticano que esteve presente na reunião.

A reunião entre o Papa e o Ministro Ucraniano durou meia-hora, tendo acontecido apenas um dia após a realização de uma conferência em Roma, em prol da discussão de reconstrução da Ucrânia, que foi promovida pelo governo italiano. Após a reunião, Shmyhall disse durante uma entrevista coletiva que a fórmula de paz na capital de Kiev, e outras formas de apoio à Ucrânia foram tópicos da conversa com o Papa durante o encontro.

Um comunicado do Vaticano foi divulgado pouco tempo após a reunião, definindo o encontro como "cordial" e que "abordou várias questões relacionadas à guerra na Ucrânia, com atenção particular ao aspecto humanitário e aos esforços para restabelecer a paz".


Lança foguetes na Ucrânia (Foto: Reprodução / Rádio Cidadã FM)


Por diversas ocasiões passadas, o Papa Francisco já havia expressado sua vontade de visitar a Ucrânia, sempre deixando claro que só faria essa visita apenas se também pudesse viajar à Rússia.

O ministro ucraniano das Relações Exteriores, Dmytro Kuleba, relatou na última quarta-feira (26/04) que o convite feito ao Papa está "permanentemente aberto", garantindo ainda que a Ucrânia ficaria "feliz em recebê-lo nesse período tão sombrio".

Enquanto isso, Francisco tem uma visita marcada à Hungria, país que faz fronteira com a Ucrânia, no final de abril entre os dias 28 e 30, onde tratará dos temas envolvendo a presente guerra.

Ainda na mesma coletiva em Roma, Shmyhall reiterou o anúncio que uma delegação chinesa deve chegar à Ucrânia depois da ligação realizada nesta quarta-feira (26/04) entre o presidente chinês Xi Jinping e o presidente ucraniano Volodymyr Zelenskye, mas sem mais detalhes sobre a delegação. Nessa chamada, Xi e Zelensky tiveram sua primeira conversa desde o início da invasão russa na Ucrânia.

Moscou se expressou sobre a conversa entre os dois países, afirmando que todos os contatos com o propósito de paz serão bem- vindos.

 

Foto Destaque: Papa Francisco recebe Denys Shmyhal, o primeiro-ministro ucraniano no Vaticano CNN