Notícias

Ucrânia é acusada pela Rússia por ataque a depósito de combustível

01 Abr 2022 - 19h37 | Atulizado em 01 Abr 2022 - 19h37
Ucrânia é acusada pela Rússia por ataque a depósito de combustível

A Ucrânia foi acusada pela Rússia de realizar um ataque aéreo em um depósito de petróleo russo nesta sexta, 1°. A instalação fica na cidade de Belgorod, fazendo fronteira com a Ucrânia, a 80 quilômetros ao norte de Kharkiv.

O governador da região da cidade atingida confirmou que o depósito sofreu um ataque de dois helicópteros militares ucranianos após sobrevoarem a região em baixa altitude. Ele complementou dizendo que dois trabalhadores ficaram feridos, enquanto outras áreas da cidade foram evacuados por precaução.

No entanto, a Ucrânia não se manifestou a respeito. O Kremlin divulgou uma nota dizendo que a ação pode atrapalhar as negociações de paz.


Vídeo mostra depósito em chamas. Rússia acusa a Ucrânia de ser a responsável pelo ataque. (Vídeo: Reprodução/Youtube/Band Jornalismo)


Mais de 50 ônibus iniciaram a retirada de civis da cidade de Mariupol, Ucrânia, na última quinta, 31. Cerca de 100 mil pessoas aguardam poderem sair da cidade, que está no sudoeste do país.

Na análise de Jamil Chade, correspondente do Grupo Bandeirantes: “Há uma enorme desconfiança que essa retirada seja apenas estratégica, apenas para reposicionar os soldados, as tropas, para eventualmente lançar uma nova rodada de ataques. Por isso o ataque sobre abastecimento é fundamental. Sem abastecimento não há guerra”.


Imagem do vídeo divulgado pelo ministério russo de Situações de Emergência que mostra o incêndio em depósito de petróleo, em Belgorod. (Foto: Reprodução/AFP/Ministério russo de Situações de Emergência)


A Ucrânia afirma que as forças russas já lançaram mais de 1.350 mísseis e destruíram 15 aeroportos, além de terem causado a morte de 148 crianças.

Nova reunião

Virtualmente, as delegações de ambos os países voltam a se encontrar ainda nesta sexta, 1°, para a discussão sobre o fim do conflito.

Nessa semana, na terça, 29, representantes da Ucrânia e da Rússia avançaram em alguns aspectos e teve a promessa de Moscou, que disse reduzir ‘drasticamente’ os ataques a Kiev.



Foto destaque: Depósito de combustíveis. Reprodução/Filial da Região de Belgorod do Ministério de Emergências da Rússia/TASS