Saúde e Bem Estar

Uso de máscara em áreas abertas é flexibilizado no Rio de Janeiro

02 Nov 2021 - 11h45 | Atulizado em 02 Nov 2021 - 11h45
Uso de máscara em áreas abertas é flexibilizado no Rio de Janeiro

Foi publicado na última quinta-feira (28), em edição do Diário Oficial, que a Secretaria de Estado de Saúde (SES) decidiu regulamentar a flexibilização do uso de máscara no estado do Rio de Janeiro. Foi orientado pela secretaria que os municípios poderão decidir se o uso da máscara será ou não obrigatório em áreas abertas e sem aglomeração, assim que 65% da população ou 75% do público-alvo forem vacinados com as duas doses da vacina contra a Covid-19.


Uso de máscaras continua obrigatório em ambientes fechados (Foto: Reprodução/Eduardo Frazão/Exame)


Foi esclarecido pela SES, que o uso do equipamento de proteção individual continua obrigatório em lugares fechados. O público-alvo da vacinação no momento é de 12 anos ou mais. A medida foi tomada no Rio de Janeiro a partir dos bons indicadores imunológicos de quem tomou as duas doses e da alta taxa de vacinação populacional.

https://inmagazine.ig.com.br/post/COVID-19-Pfizer-faz-entrega-de-mais-19-milhoes-de-imunizantes-ao-Brasil

https://inmagazine.ig.com.br/post/Cirurgia-Robotica-Dr-Eliney-Faria-fala-sobre-a-tecnologia-no-tratamento-do-cancer-de-prostata

https://inmagazine.ig.com.br/post/Cientistas-criam-marca-passo-cerebral-para-combater-a-depressao

Este é um passo importante para o estado do Rio de Janeiro. Comprova que a vacina é extremamente necessária para combatermos a pandemia. Por isso, estabelecemos uma logística de distribuição para que as doses cheguem a todos os 92 municípios do estado em até 48 horas. O estado do Rio tem um dos mais altos índices de cobertura vacinal, mas queremos melhorar esta marca e não retornar a patamares anteriores. Reforço o pedido para que as pessoas voltem aos postos para a segunda dose ou a dose de reforço. Hoje, temos cerca de 350 mil pessoas que já poderiam ter tomado a segunda dose e ainda não o fizeram” afirmou o secretário de Estado de Saúde, Alexandre Chieppe.

O Rio de Janeiro foi o primeiro estado a autorizar essa medida e, alguns lugares como Porto Seguro, Ponta Grossa (Campos Gerais do Paraná) e Brasília também adotaram a prática. Outras cidades do Brasil ainda estão estudando a possibilidade de flexibilização. A Secretaria de Saúde pede aos municípios que fiquem atentos ao uso da máscara em locais fechados como espaços públicos sem ou com pouca circulação de ar, transportes públicos coletivos, estabelecimentos comerciais, industriais ou de serviço. O uso também continua sendo importante em áreas de condomínios residenciais e comerciais com ambiente fechado.

“A vacinação está adiantada em todos os municípios do estado, mas alguns ainda têm dificuldade para registrar esses dados. Eles precisam se organizar e incluir as informações no Sistema de Informações do Programa Nacional de Imunizações”, argumenta Chieppe.

Foto Destaque: Reprodução/Ricardo Moraes/Reuters

Mais Lidas