Esportes

Vertappen não vê motivos para acreditar em bi campeonato

12 Abr 2022 - 20h21 | Atulizado em 12 Abr 2022 - 20h21
Vertappen não vê motivos para acreditar em bi campeonato

O início da temporada 2022 da Red Bull na Fórmula 1 é agridoce, pois apesar do carro ser rápido, o atual campeão Max Verstappen abandonou duas das três provas do campeonato até agora, e ocupa a sexta posição no mundial de pilotos, 46 pontos atrás de Charles Leclerc da Ferrari.

Estando tão longe no campeonato, a partir de agora precisamos ficar sempre na frente. Temos ser mais rápidos, o que não somos no momento. E precisamos ser confiáveis, o que também não somos. Eu nem penso no título e, no momento, não há motivo para acreditar nisso.” Declarou o holandês.

Verstappen abandonou na etapa inicial por conta de problemas na bomba de combustível e também no sistema hidráulico, o problema da etapa australiana ainda não foi divulgado pela equipe.



Apesar de não estampar o nome da Honda como fornecedora de motor, a montadora japonesa oferece suporte à Red Bull Powertrains, empresa fundada pela marca de energéticos para desenvolver seus motores para a Fórmula 1.  A razão para as falhas de motor apresentadas pela Red Bull até o momento pode passar pelo combustível, que sofreu alterações e contém 10% de etanol na composição.

Mas Verstappen ainda ressalta problemas com o equilíbrio do RB18: “Estou lutando muito em relação ao equilíbrio do carro. É na base do acerto e do erro. Tivemos um péssimo desempenho com os pneus na corrida. Ainda tivemos um segundo lugar (com Sergio Pérez), mas se queremos lutar pelo título, precisamos estar à frente da Ferrari, e eles definitivamente estão na nossa frente em muitas coisas.” Encerrou o atual campeão mundial.

Ao contrário de Verstappen, o chefe da Red Bull, Christian Horner prefere uma abordagem positiva da situação: “Ainda não completamos nem 10% do campeonato, então ainda há muita coisa para acontecer. O importante é que temos um carro muito rápido.” Declarou o inglês.

 

Foto Destaque:Verstappen abandonando o GP da Austrália por conta de problemas no motor de seu carro. Créditos: Reprodução/F1