Saúde e Bem Estar

Vídeos do TikTok expõe idosos com demência

27 Fev 2022 - 13h48 | Atulizado em 27 Fev 2022 - 13h48
Vídeos do TikTok expõe idosos com demência

A exposição de vídeos do TikTok com idosos portadores de demência, levantou uma questão sobre a ética. 

Alguns vídeos contem informações muito úteis de alguns cuidadores, que ajudam outras pessoas que lidam com situações semelhantes. Eles dão dicas de como se comunicar com as pessoas portadoras de demência. Um exemplo de vídeo de utilidade, é como oferecer um lanche a essas pessoas. O vídeo mostra que devemos levar ao portador de demência dois lanches e mostrar a eles para que possam escolher e não gritar ou falar a distância oferecendo o lanche. 

Muitos vídeos fazem sucesso, principalmente entre os mais jovens, expondo situações embaraçosas e constrangedoras. As pessoas com demência são lançadas na internet, dançando sem ter a consciência de que estão sendo filmadas,  mostrando dificuldades em se levantar ou ainda, se atrapalhando ao colocar uma blusa ou sueter. Esses vídeos são acompanhados de frases e mensagens supostamente engraçadas do tipo, "abstrai e finge demência" e causam pena e constrangimento as pessoas, além de ignorar e desrespeitar o sofrimento de quem vive e convive com portadores da doença.

A questão ética trata sobre o compartilhamento de vídeos sem que os envolvidos estejam cientes, e pergunta se as pessoas que colocam esses vídeos na web gostariam de estar no lugar dos que são filmados. Se  acham engraçado expor familiares ou conhecidos a essa situação. 

A questão legal, questiona se o responsável pela pessoa com demência, tem o direito de expor o vídeo pelo simples fato de ser o cuidador do paciente, mesmo sabendo que o portador de demência não tem conhecimento do que está ocorrendo e autonomia para autorizar ou não. 


Idoso com Alzheimer. (Foto:Reproduçao/img.vixedata.io)


Em média, um milhão de pessoas apresentam algum tipo de demência aqui no Brasil. A doença mais comum é o Alzheimer. A Organização mundial de saúde estima que sejam pelo menos 50 milhões de pessoas portadoras de alguma demência e informa que esse número pode triplicar até 2050. 

O TikTok tem em média 2 bilhões de visualizações na hastag #Dementia e é lamentável a forma como pacientes e suas famílias são expostas na mídia. Ao reforçar esteriótipos e preconceitos que envolvem a enfermidade, o TikTok não ajuda em nada a dimuniução do problema. 

Foto destaque: Idosa com demência.  Reprodução/Divulgaçao: previva.com.br