Beleza

Vitamina E: um importante antioxidante que auxilia nos cuidados com a pele

21 Mar 2022 - 16h00 | Atulizado em 21 Mar 2022 - 16h00
Vitamina E: um importante antioxidante que auxilia nos cuidados com a pele

A vitamina E é uma forte aliada no tratamento da pele porque protege essa camada, possui ação regeneradora e age contra os radicais livres, muitos produtos que auxiliam no tratamento da pele contêm vitamina E especialmente aqueles direcionados para a área dos olhos. Ela pode ser encontrada em óleos e cremes hidratantes, mas nem todos podem fazer uso da substância daí iremos esclarecer tudo sobre esse ativo e como incluí-lo na rotina skincare.

Muitas vitaminas são adquiridas com uma alimentação balanceada, alguns alimentos são ricos em vitamina E como abacate, amêndoas, manga, mamão e outros mas é possível contar com uma forcinha a mais com o uso tópico sempre com orientações dermatológicas.

LEIA MAIS


Vitamina E presente nas frutas (Foto: Reprodução/eCycle)


Conhecida como tocofenol ela é rica em antioxidantes e combate o envelhecimento precoce da pele, segundo Ni'Kita Wilson, cosmetóloga, existem oito tipos diferentes de vitamina E. “Vitamina E é o nome dado a uma família de antioxidantes óleo solúveis.” Os mais comuns de serem encontrados nos rótulos dos produtos são tocopheryl acetate e tocoferol. A dermatologista de Maiami, Loretta Ciraldo esclarece que a vitamina é um grande oxidante que auxilia no tratamento da cútis “diferente de outros antioxidantes, a vitamina E também é super hidratante, já que funciona como umectante (absorvendo água na pele) e emoliente (retendo essa água)”, afirmou.

Dentre as oito fórmulas possíveis da vitamina a única reconhecida pelo nosso corpo é a tocoferol, portanto essa pode ser ingerida por humanos. Em alguns casos ela é encontrada nas formulas dermocosméticas.

A dermatologista Ava Shamban, de Los Angeles afirma que vitamina E ajuda a reparar a pele “topicamente, ela pode ser uma aliada para peles com algum tipo de problema e, também, para reparar a cútis. Ela ajuda na restauração de células que sofreram as mais diversas agressões. Dos danos do sol à cicatrização de cortes e queimaduras”, explicou.

Além dos benefícios para a pele a vitamina E protege também as membranas das células do corpo o que ajuda a reduzir o surgimento de doenças como câncer, alzheimer, evita problemas cardiovasculares como infarto e o aparecimento de gordura no fígado.

Quem pode usar a vitamina E?

Para usar a vitamina é necessário alguns cuidados e informações porque não são todos que podem usá-las. Seu uso tópico, em algumas pessoas, pode causar irritações e coceira na pele. “A vitamina E não é muito recomendada para peles muito sensíveis, muito oleosas ou com tendência à acne”, conta Ava. De acordo com seu tipo de pele e conforme a orientação do dermatologista de sua confiança poderá ser indicado um óleo, um sérum ou creme com vitamina E que aliviam os sintomas de eczema. A dermatologista Audrey Kunin, esclarece que menos de 1% da população é alérgica ao ativo.

O óleo com vitamina E ajuda na elasticidade e hidratação profunda da pele promovendo uma pele macia, com brilho e hidratada. Dra. Loretta explica que os séruns e cremes são os mais indicados no tratamento “óleos de vitamina E ainda ajudam a proteger a pele em dias mais frios, combatendo o ressecamento”, finaliza. É importante destacar que o óleo pode penetrar em um creme quando aplicado sobre esse mas o contrário não acontece e por último deverá ser aplicado o protetor solar.

Foto destaque: Tratamentos com vitamina E. Reprodução Unsplash