Notícias

Wesley Safadão, Thyane Dantas e a promotora Sabrina Tavares podem ser indiciados até 13 anos de prisão

11 Nov 2021 - 16h22 | Atulizado em 11 Nov 2021 - 16h22
Wesley Safadão, Thyane Dantas e a promotora Sabrina Tavares podem ser indiciados até 13 anos de prisão

O Ministério de Relações Públicas do Estado do Ceará (MPCE), convocou cinco pessoas que deveriam participar de Wesley Safadão e Thyane Dantas para vacinação irregular para Covid-19 em Fortaleza para discutir um acordo que evitaria punições. A proposta é um acordo de ação penal não criminal, igual à proposta rejeitada por Wesley Safado, sua esposa e sua produtora Sabrina Tavares em 28 de outubro. Conforme o comunicado do Ministério da Administração Pública, o MPCE e todas as partes deverão realizar uma videoconferência no dia 25 de novembro. A ausência não provocada da pessoa notificada será entendida como desinteresse na celebração do contrato. O g1 contatou as outras quatro pessoas notificadas sobre a colocação, mas não obteve resposta até a noite de quarta-feira (10 horas). O acordo de ação penal não criminal foi incorporado à legislação brasileira através de um plano de combate ao crime em 2020. 


Promotora de Safadão, Sabrina Tavares, também é investigada.(Foto:Reprodução/Extraonline)


Teoricamente, o texto não proíbe a possibilidade de uma nova rodada de negociações entre o demandado e o órgão ministerial. Na prática, a investigação ainda não resultou em ação judicial que pudesse tornar Safadão, Thyane e Sabrina e os outros cinco réus. 

Thyane tem pelo menos 30 anos e os regulamentos do calendário municipal de vacinação da época eram aplicáveis ​​a pessoas com 32 anos ou mais; Wesley Safadão e a produtora Sabrina Tavares estavam inicialmente programados para serem vacinados no Centro de Eventos do Ceará no mesmo dia, mas foram para outro posto de vacinação no shopping.

https://inmagazine.ig.com.br/post/Mariana-Goldfarb-e-criticada-apos-postar-uma-reflexao-em-suas-redes-sociais

https://inmagazine.ig.com.br/post/Criptomoedas-invadem-mercado-varejista-agora-voce-pode-comprar-fastfood-e-pagar-a-conta-com-seus-bitcoins

https://inmagazine.ig.com.br/post/Deolane-Bezerra-abre-inscricoes-para-seu-reality

O Ministério de Relações Públicas informou em um comunicado que o grupo de trabalho Covid-19 da entidade continuará a analisar investigações criminais. O grupo de trabalho é composto por cinco promotores e um procurador da justiça, mas não forneceu informações sobre Safadão, Thyane e Sabrina.  No final de setembro, a polícia do Estado do Ceará processou Safadão, sua esposa e cinco outras pessoas por corrupção e violação das medidas de saneamento. O produtor da cantora foi acusado apenas por violar as medidas de saúde. Segundo os investigadores, a pena combinada pode ser de até 13 anos.

 

Foto destaque: Wesley Safadão, Thyane Dantas e Sabrina Tavares são investigados por irregularidade na vacinação.Reprodução/FolhaPE