INMAG | Todos os direitos reservados.

Hi, what are you looking for?

Saúde e Bem Estar

AVC em mulheres: Conheça os sintomas mais comuns

Na última quinta-feira (18), a American Heart Association (AHA), revisão e publicou um estudo na revista Circulation, que é voltada para informações sobre doenças cardiovasculares. No documento, foram listados os sintomas recorrentes de um acidente vascular cerebral (AVC) e como os sinais podem se manifestar de maneira diferente entre homens e mulheres.

O AVC ocorre quando um vaso sanguíneo é obstruído, isso faz com que parte do órgão fique sem oxigênio e, consequentemente, o impede de funcionar normalmente. O problema acontece de forma repentina, sendo necessário buscar atendimento médico o mais rápido possível.

Nos últimos anos, os casos de AVC em mulheres aumentou. Segundo dados da Sociedade Brasileira de Cardiologia, entre 2010 e 2015 houve um aumento significativo de mortes entre a parcela feminina; entre os homens, o número de óbitos diminiu.

O estudo aponta que as mulheres estão mais propensas a apresentar sintomas não focais, ou seja, sinais não relacionados a uma área específica do cérebro. São elas:

  1. Dor de cabeça;
  2. Estado mental alterado;
  3. Coma;
  4. Estupor: quando o corpo se encontra em sono profundo e só desperta com estimulos vigorosos.

 

A pesquisa também mostra que é possível a presença de síntomas atípicos atribuídos ao AVC em ambos os gêneros:

  1. Déficit sensorial parcial: perda do tato e da sensação de dor;
  2. Vertigem;
  3. Visão duplicada; quando a visão passa a ver duas imagens do mesmo objeto.

 

A associação acredita que ainda serão necessários novos estudos para catalogar e entender melhor os sintomas citados. Tópicos como raça, etnia, idade e tipo de AVC também são considerados para entender melhor a doença.


Casos de AVC entre mulheres aumentou nos últimos anos (Foto: Reprodução/Unsplash)


CINCO MANEIRAS DE PREVENÇÃO

 

  1. Um dos causadores principais do AVC é o tabagismo aliado a má alimentação, manter uma dieta saudável, praticar exercícios e não fumar é primoridal para evitar o episódio.
  2. Outras doenças também podem ser causadoras do AVC, como pressão alta, diabetes e colesterol. A manutenção e controle dessas condições é uma forma de prevenção.
  3. Estar atento a defeitos no coração. Neste caso, só é possível detectar o problema com exames médicos. Se identificadas, é necessário acomphamento especializado.
  4. O uso de drogas ilícitas também está associado aos casos de AVC, o paciente deve buscar se desintoxicar em centros especializados para diminuir as chances de desenvolvimento da doença.
  5. Doenças que aumentam inflamam os fluxos sanguíneos também devem ser investigadas, pois elas intensificam a coagulação de sangue, podendo desencadear o AVC.

 

Foto em destaque: anatomia de um cérebro Foto: Robina Weermeijer/Unsplash

Clique para comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

2 × 1 =

Mais lidas

Empreender na Prática

Não há contradição entre frescor, relaxamento e bem-estar. Na rotina de self-care, os body splashes se tornaram protagonistas quando assunto é refrescar o corpo...

Saúde e Bem Estar

A Massagem Nuru é uma prática terapêutica que tem origem no Japão e se tornou cada vez mais popular em diversos países, incluindo o...

Magazine

Quem conhece Nicole Bahls, sabe que ela é babado, confusão e alegria, por onde passa deixa seu rastro de carisma e felicidade. Nicole é...

Reality

A final de A Fazenda 15 vai acontecer na quinta-feira (21). Quatro integrantes estão na disputa pelo prêmio de um milhão e meio de...