INMAG | Todos os direitos reservados.

Hi, what are you looking for?

Saúde e Bem Estar

Como evitar e socorrer engasgo em bebês e crianças

Episódios de engasgo e broncoaspiração são comuns na infância. Bebês, por exemplo, podem engasgar com o leite durante a amamentação ou ao golfar enquanto dormem. Em crianças menores, o risco maior é de broncoaspirar alimentos em grão ou engasgar com balas ou pequenos objetos levados à boca por curiosidade. Para saber identificar e socorrer os pequenos nessas situações, a Secretaria de Estado da Saúde (Sesa) oferece algumas orientações.

O primeiro passo é observar se o bebê está com a pele arroxeada ou pálida, sinais de que ele está engasgado. A pediatra Augusta Regina Nespoli Bomfim, da Unidade de Urgência do Hospital Estadual Infantil de Vitória, orienta a não provocar vômito na criança. Ela recomenda que o adulto apoie a criança no antebraço, mantendo-a levemente curvada para baixo. Ainda nessa posição, deixe a criança de lado ou de barriga para baixo e dê tapas firmes em suas costas, mas não com muita força, até que o bebê consiga expelir o leite ou o que provocou o engasgo.

A médica orienta aos pais que não sacudam a criança, pois esse movimento pode causar traumatismo ou deslocar o corpo estranho ingerido para locais mais profundos no pulmão.


(Foto reprodução:trrevista.com.br)


“Essa técnica pode ser utilizada como uma tentativa de socorro, mas não é um socorro efetivo. Por isso, nessas situações é fundamental que a pessoa entre em contato com o socorro médico. Se possível, que uma pessoa faça a manobra na criança enquanto outra entra em contato com o Samu 192”, orienta a pediatra. Ainda segundo Augusta Regina, mesmo após apresentar sinais de melhora, a criança deve ser levada para o atendimento médico mais próximo.

A pediatra explica que, como os bebês costumam engasgar com o leite materno, é importante deixá-los em pé, no colo, após a amamentação e deitá-los somente depois de alguns minutos. Para evitar que o bebê tenha refluxo durante o sono, a orientação é deixá-lo com a cabeça mais elevada.

“O ideal é que ele durma com a cabeça elevada e deite do lado direito, pois o estômago situa-se do lado esquerdo. Dessa forma, evita-se que o bebê pressione o estômago e golfe”, ressalta. A médica recomenda também sempre vigiar a criança enquanto ela estiver dormindo, para que se evite sufocamento por engasgo ou outro motivo.

Já crianças com até dois anos de idade são mais propensas a engasgarem com objetos pequenos, pois estão na fase oral, e podem colocar na boca o que encontram no chão. Portanto, a orientação da pediatra Augusta Regina Bomfim é que os adultos tenham cuidado ao manusear grãos, como milho e feijão, pois podem cair no chão e ficar ao alcance das crianças.

Conforme explica a pediatra, a criança nessa fase pode broncoaspirar esses grãos, ou seja, o alimento pode parar no pulmão em vez de cair no estômago. Em casos assim, a chance de a criança chegar ao hospital ou ser socorrida no local em tempo hábil é maior do que quando ocorre um engasgo. De acordo com a médica, quando a criança broncoaspira um alimento ou um objeto ela pode demonstrar tosse, cansaço e palidez, dependo do corpo estranho que ingeriu.

“O grande perigo de a criança broncoaspirar um corpo estranho é entrar em insuficiência respiratória. Isso porque, seja lá o que o criança tenha engolido, está em seu tamanho normal, mas ao entrar em contato com secreções e mucos do pulmão pode inchar e comprometer a passagem do ar pelo pulmão, levando desconforto respiratório para a criança”, explica a pediatra do Hospital Estadual Infantil de Vitória Augusta Regina Nespoli Bomfim.


https://lorena.r7.com/post/Ministerio-da-Saude-lanca-campanha-contra-obesidade-infantil

https://lorena.r7.com/post/Vacina-Rio-pode-interromper-campanha-pela-segunda-vez-em-menos-de-um-mes

https://lorena.r7.com/post/Beneficios-que-os-games-causam-a-mente-humana


Evite engasgos em crianças

– Deixe o chão de casa sempre limpo e tenha cuidado ao manusear alimentos em grão, assim o perigo fica longe das mãozinhas curiosas das crianças;

– Evite dar aos pequenos alimentos como pipoca e bala, pois eles facilitam o engasgo;

– Após a amamentação, deixe o bebê em pé, no colo, por pelo menos 20 minutos antes de deitá-lo;

– Na hora de dormir, lembre-se de fazer com que o berço fique um pouco mais alto do lado em que a criança deita a cabeça;

– Deixe a criança dormir do lado direito para não comprimir o estômago após a amamentação. Isso evita as golfadas e, consequentemente, a sufocação por engasgo;

– Vigie a criança enquanto ela dorme para que as medidas de socorro possam ser tomadas em tempo hábil caso ocorra algum acidente.

 

(Foto em destaque:saude.es.gov.br/Créditos:saúde dá dicas para socorrer bebês)

Clique para comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

três × um =

Mais lidas

Empreender na Prática

Não há contradição entre frescor, relaxamento e bem-estar. Na rotina de self-care, os body splashes se tornaram protagonistas quando assunto é refrescar o corpo...

Saúde e Bem Estar

A Massagem Nuru é uma prática terapêutica que tem origem no Japão e se tornou cada vez mais popular em diversos países, incluindo o...

Magazine

Quem conhece Nicole Bahls, sabe que ela é babado, confusão e alegria, por onde passa deixa seu rastro de carisma e felicidade. Nicole é...

Reality

A final de A Fazenda 15 vai acontecer na quinta-feira (21). Quatro integrantes estão na disputa pelo prêmio de um milhão e meio de...