INMAG | Todos os direitos reservados.

Hi, what are you looking for?

Saúde e Bem Estar

Estudos alertam sobre cuidados com a alimentação dos bebês

A Alimentação saudável deve ser introduzida já nos primeiros meses de vida de uma criança para evitar riscos de doenças precoces, aponta estudos. Para explicar sobre, em entrevista ao Jornal Metrópole, a nutricionista do Projeto Pigmeu, Renata Riciati, falou sobre a necessidade de a mãe ficar atenta sobre sua alimentação e os nutrientes que consome durante a gestação e que serão direcionados ao seu bebê:

“É importante entender como a alimentação da mãe durante a gestação pode causar impactos positivos ou negativos tanto no desenvolvimento, como no crescimento do bebê. Uma mãe bem nutrida é igual a um bebê bem nutrido”, afirmou a nutricionista.

Bons hábitos devem ser adquiridos diariamente, porém, a alimentação é o topo da pirâmide para uma vida saudável e na barriga da mãe já é possível ter esses cuidados, para que, o bebê possa nascer com saúde.


Bebê comendo frutas. (Foto: Reprodução/Instagram)


E alguns hábitos podem ser executados pela mãe para o crescimento de seu filho como, por exemplo, durante a gestação introduzir nas refeições alimentos ricos em vitaminas, ferro, zinco e ácido fólico. Para as mães que não tiverem nenhuma dificuldade para amamentação, alimentar seus bebês até os seis meses apenas com leite materno, após os seis meses inserir na dieta do bebê alimentos recomendados preferencialmente por um pediatra ou nutricionista. Renata, em sua entrevista ao jornal, ressaltou também a importância de a mãe possibilitar a criança de ter autonomia sobre a sua alimentação para que desenvolva seus próprios gostos:

“Um dos maiores erros dos pais é querer impor uma condição deles aos filhos. Alguns colocam a quantidade ideal para eles, mas essa quantidade deve atender as demandas da criança”, apontou.

E para finalizar a nutricionista orienta que não existe mistério na alimentação dos pequenos, é simples, sempre optar por alimentos que seja natural e nutritivo: “Sou da opinião de que o básico bem feito é sempre a melhor opção, então não existe uma ‘superalimentação’ para uma gestante. Uma alimentação caseira, natural, com o arroz e feijão de todo dia, está ótimo”, concluiu Renata.

Foto Destaque: Mãe alimentando bebê. Reprodução/Instagram

Clique para comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

catorze − 9 =

Mais lidas

Empreender na Prática

Não há contradição entre frescor, relaxamento e bem-estar. Na rotina de self-care, os body splashes se tornaram protagonistas quando assunto é refrescar o corpo...

Saúde e Bem Estar

A Massagem Nuru é uma prática terapêutica que tem origem no Japão e se tornou cada vez mais popular em diversos países, incluindo o...

Magazine

Quem conhece Nicole Bahls, sabe que ela é babado, confusão e alegria, por onde passa deixa seu rastro de carisma e felicidade. Nicole é...

Reality

A final de A Fazenda 15 vai acontecer na quinta-feira (21). Quatro integrantes estão na disputa pelo prêmio de um milhão e meio de...