INMAG | Todos os direitos reservados.

Hi, what are you looking for?

Saúde e Bem Estar

Lipedema: Conheça a doença que afeta milhões de mulheres no Brasil

Lipedema: Conheça a doença que afeta milhões de mulheres no Brasil

Pouco conhecida, o Lipedema afeta hoje uma em cada dez mulheres, o que soma cerca de 5 milhões de brasileiras com a doença. Mas afinal, qual é o diagnóstico? 

Segundo a Dra. Fernanda Maniero, coordenadora do curso de Nutrição da Faculdade Anhanguera, o Lipedema é uma condição crônica e progressiva que causa acúmulo excessivo e desproporcional de gordura nas pernas, coxas e, às vezes, nos braços. “As pessoas afetadas com essa doença geralmente têm uma aparência característica de pernas pesadas e inchadas, enquanto os pés e as mãos permanecem preservados.  Em alguns casos, é confundido com obesidade, sobrepeso, linfedema ou insuficiência venosa, mas é importante destacar que o Lipedema não é causado por excesso de peso ou hábitos alimentares inadequados, sendo necessário alguns exames para facilitar a compreensão das condições de saúde do paciente”, explica. 

Consequências 

 O Lipedema pode trazer várias dificuldades e impactos para as mulheres que são afetadas por essa condição. Esse diagnóstico é predominantemente observado em mulheres, embora também possa afetar homens em casos raros. Entretanto, em mais de 90% dos casos, é o público feminino que é impactado. 

Fernanda ressalta que as principais dificuldades e impactos do Lipedema para as mulheres são as alterações estéticas significativas, dor, hematomas e desconforto das áreas afetadas, limitações nas escolhas das roupas e atividades sociais e problemas de saúde mental com a autoestima. “À medida que a doença progride, a gordura acumulada pode levar também a complicações como problemas articulares e dificuldade de mobilidade”. 

Ainda em estudo, mas há evidências que os hormônios desempenham um papel importante na progressão do Lipedema. “Os hormônios sexuais, como estrogênio e progesterona, parecem ter um impacto significativo no desenvolvimento dessa condição. Durante a puberdade, gestação e menopausa, é comum que essa doença se manifeste ou piore. Isso sugere que flutuações hormonais podem desencadear ou agravar o caso”, salienta Maniero. 

Prevenção e tratamento 

O Lipedema ainda não tem formas de prevenção e cura concluídos devido a influência genética. No entanto, existem algumas medidas que podem ajudar a reduzir o risco de agravamento e melhorar o bem-estar das pessoas que já têm a condição. Quanto ao tratamento, o objetivo é aliviar os sintomas, reduzir o acúmulo de gordura e melhorar a qualidade de vida. 

Dra. Fernanda elencou algumas formas de prevenção e tratamento, confira: 

Diagnóstico precoce

 Identificar a condição cedo é crucial para iniciar o tratamento adequado o mais cedo possível. 

Alimentação saudável

 Uma dieta equilibrada ajuda a controlar o peso e evitar o acúmulo de gordura. 

Atividade física

 Exercícios regulares melhoram a circulação e a saúde cardiovascular. 

Terapia física

 Drenagem linfática e outras técnicas reduzem o inchaço e melhoram a circulação. 

Compressão

 Roupas especiais de compressão ajudam a reduzir o inchaço e melhorar a circulação sanguínea. 

Medicamentos

 Em alguns casos, medicamentos aliviam sintomas como dor e inflamação. 

Tratamento cirúrgico

 Em estágios avançados, a cirurgia pode ser considerada para remover o excesso de gordura e melhorar a forma das pernas e braços. 

“É fundamental que o tratamento do Lipedema seja abordado de forma individualizada, com o acompanhamento de uma equipe de profissionais de saúde especializados, como médicos, dermatologistas, cirurgiões vasculares, fisioterapeutas e nutricionistas. Cada caso é único, e o tratamento deve ser adaptado às necessidades específicas de cada pessoa”, completa. 

A coordenadora do curso de Nutrição da Anhanguera finaliza enfatizando que o Lipedema ainda é uma condição pouco conhecida e frequentemente subdiagnosticada. “Muitas mulheres enfrentam dificuldades para obter um diagnóstico correto, o que pode levar à sensação de não serem compreendidas ou levadas a sério pelos profissionais de saúde”. 

Atendimentos de Nutrição na Clínica-Escola da Faculdade Anhanguera 

E contribuindo com a população e mulheres impactadas com o Lipedema, a Faculdade Anhanguera Santana tem atendimentos nutricionais gratuitos, de segunda a sexta, das 13h30 às 18h30, e de segunda a quarta, das 7h30 às 10h30. Para ter acesso ao serviço é necessário inscrição prévia para chamada de triagem e avaliação do caso, os interessados devem entrar em contato pelo telefone (11) 2972-9047

Foto Destaque: Reprodução

Clique para comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais lidas

Empreender na Prática

Não há contradição entre frescor, relaxamento e bem-estar. Na rotina de self-care, os body splashes se tornaram protagonistas quando assunto é refrescar o corpo...

Saúde e Bem Estar

A Massagem Nuru é uma prática terapêutica que tem origem no Japão e se tornou cada vez mais popular em diversos países, incluindo o...

Celebridades

O cantor foi fotografado ao lado da esposa Bianca Censori. Ele estava mascarado e ela nua, sob uma capa de chuva transparente.

Magazine

Quem conhece Nicole Bahls, sabe que ela é babado, confusão e alegria, por onde passa deixa seu rastro de carisma e felicidade. Nicole é...