INMAG | Todos os direitos reservados.

Hi, what are you looking for?

Saúde e Bem Estar

Massa muscular: como saber qual a taxa ideal para o seu corpo

Muitas pessoas interpretam massa corporal magra e massa muscular como a mesma coisa. No entanto, eles são diferentes. A primeira envolve os músculos, ossos, órgãos, fluidos e outras estruturas corporais. Por outro lado, o segundo significa apenas o músculo. Quando treinadores, nutricionistas e médicos falam sobre composição corporal, estão se referindo a duas métricas: gordura corporal e massa magra. 

A quantidade de músculo presente no corpo depende de vários fatores. “Ela depende do biotipo, da idade, do sexo e da prática (ou não) de atividades físicas“, diz Ausônio Sawczuk, cardiologista do Hospital Albert Sabin, em São Paulo. Isso significa que ter uma boa massa muscular corporal é importante para a mobilidade e o equilíbrio. “Músculos fortes previnem lesões e sarcopenia, que é a causa da baixa força muscular“, acrescenta o especialista.


Foto: (Reprodução/RunSociety)


Na literatura científica, não há muitos dados sobre a porcentagem média de massa muscular. A única descoberta veio de um estudo publicado no Journal of Applied Physiology em 2000. Nele, os pesquisadores mediram a porcentagem de massa muscular em 468 homens e mulheres. 

Homens:

De 18 a 35 anos: de 40 a 44% de massa muscular;
De 36 a 55 anos: de 36 a 40% de massa muscular;
De 56 a 75 anos: de 32 a 25% de massa muscular;
De 76 a 85 anos: menos de 31% de massa muscular… 

Mulheres:

De 18 a 35 anos: de 31 a 33% de massa muscular;
De 36 a 55 anos: de 29 a 31% de massa muscular;
De 56 a 75 anos: de 27 a 30% de massa muscular;
De 76 a 85 anos: menos de 26% de massa muscular.

De acordo com o médico Walid Nabil Ourabi, especialista pela Sociedade Brasileira de Medicina do Exercício e do Esporte (SBMEE) a massa muscular é o que vai ajudar a manter a boa saúde, o equilíbrio e a mobilidade articular para realizar atividades diárias.

Walid explica como calcular a massa muscular no corpo e como determinar o nível apropriado. “É importante saber que o ideal é que tenhamos 30% mais massa muscular do que massa gorda. E que a nossa gordura não ultrapasse 30% do nosso peso total. Assim, deixamos o risco da obesidade mais longe da gente“, apontou. 

O médico também explicou que na verdade essa é uma medição difícil, mas um exame clínico que avalia a dobra cutânea e a área muscular do braço seria útil. Além disso, um teste de bioimpedância pode descobrir a quantidade de massa corporal magra, gordura corporal, água corporal total e também pode revelar o nível de gordura armazenada no corpo e a necessidade de reduzi-la.

Foto destaque: (Reprodução/ACE Fitness)

Clique para comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

dois + doze =

Mais lidas

Empreender na Prática

Não há contradição entre frescor, relaxamento e bem-estar. Na rotina de self-care, os body splashes se tornaram protagonistas quando assunto é refrescar o corpo...

Saúde e Bem Estar

A Massagem Nuru é uma prática terapêutica que tem origem no Japão e se tornou cada vez mais popular em diversos países, incluindo o...

Magazine

Quem conhece Nicole Bahls, sabe que ela é babado, confusão e alegria, por onde passa deixa seu rastro de carisma e felicidade. Nicole é...

Reality

A final de A Fazenda 15 vai acontecer na quinta-feira (21). Quatro integrantes estão na disputa pelo prêmio de um milhão e meio de...