INMAG | Todos os direitos reservados.

Hi, what are you looking for?

Saúde e Bem Estar

No Rio, casas noturnas e boates só reabrirá quando 65% da população adulta estiver completamente vacinada

Nessa sexta-feira (17), a Prefeitura do Rio publicou no Diário Oficial, duas novas medidas de flexibilização às restrições contra a Covid-19: a liberação de festividades ao ar livre para até 500 pessoas e a presença de públicos em ginásios e estádios contanto que sejam respeitados o limite de 50% de lotação máxima e exigido o esquema vacinal completo para todos ali presente. Está é a primeira fase de um novo plano de reabertura da cidade de acordo com um cronograma desenvolvido pelo comitê científico de combate a Covid-19, que ajuda o município a tomar decisões relacionadas à pandemia. O decreto entra em vigor na próxima terça (21).

O plano de reabertura entraria em ação no último dia 2, porém, houve um adiamento por causa do cenário epidemiológico da cidade. Agora com a melhora, o plano começa a ser aplicado respeitando as alterações sugeridas pelo comitê científico em referência ao que foi apresentado pela prefeitura no fim de julho. Uma das mudanças é em relação ao funcionamento de casas noturnas e boates, que serão, agora, reabertas na segunda fase.


 (Bares e casas noturnas serão reabertas na segunda fase /Reprodução: StockSnap por Pixabay)


https://inmagazine.com.br/post/Passaporte-da-vacina-comeca-a-valer-nesta-quinta-feira-15-no-Rio

https://inmagazine.com.br/post/Saude-dos-olhos-diante-das-telas-dicas-para-manter-sua-visao-saudavel

https://inmagazine.com.br/post/Ansiedade-saiba-como-aliviar-uma-crise

O decreto retém a reabertura desses estabelecimentos ao esquema de vacinação completa (com duas doses ou a dose única da Janssen) de 65% da população adulta da cidade – o atual índice é de 60,8%. Casas noturnas e bares poderão receber até metade de sua total capacidade e será exigido o passaporte da vacina de todos os frequentadores. O prefeito Eduardo Paes (PSD) afirmou que “Quando chegarmos a 65% da população vacinada, teremos novas reaberturas”, e avisou: ” Se voltar a piorar, muda tudo novamente.”

Esse decreto também deu uma continuidade de flexibilizações que deu início na semana passada, com a diminuição do distanciamento físico mínimo obrigatório passando para um metro em alguns locais. Atividades comerciais e de prestação de serviços em shoppings e centros comerciais, como bibliotecas, cinemas, museus, teatros e outros, não possui mas limite de lotação em lugares abertos. Porém, em ambientes fechados, a lotação foi expandida de 60% para 70% de sua capacidade. Um metro é o distanciamento exigido entre as pessoas.

Já em restaurantes, congêneres, lanchonetes e bares, começa a ser aceito o atendimento de clientes em área externa. A distância mínima diminui de 1,5 metro para 1 metro entre as mesas. Daniel Soranz, secretário municipal de Saúde, declarou que o cenário epidemiológico atual permitiu as flexibilizações. Soranz fala que houveram redução nos casos e internações, o que refleti nos óbitos. Afirma que a pandemia não terminou, mas que há um cenário positivo a frente.

(Foto destaque: Fabio Motta /Divulgacão: Prefeitura do Rio)

Clique para comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

um × 2 =

Mais lidas

Empreender na Prática

Não há contradição entre frescor, relaxamento e bem-estar. Na rotina de self-care, os body splashes se tornaram protagonistas quando assunto é refrescar o corpo...

Saúde e Bem Estar

A Massagem Nuru é uma prática terapêutica que tem origem no Japão e se tornou cada vez mais popular em diversos países, incluindo o...

Magazine

Quem conhece Nicole Bahls, sabe que ela é babado, confusão e alegria, por onde passa deixa seu rastro de carisma e felicidade. Nicole é...

Reality

A final de A Fazenda 15 vai acontecer na quinta-feira (21). Quatro integrantes estão na disputa pelo prêmio de um milhão e meio de...