INMAG | Todos os direitos reservados.

Hi, what are you looking for?

Saúde e Bem Estar

Raiva humana: entenda como é transmitida e seus sintomas

Na última terça-feira (5), foi registrado no DF o primeiro caso de raiva humana após 44 anos. O paciente é um jovem que segue internado em estado grave. O rapaz contraiu a doença depois de ser arranhado por um gato.

O agente causador da doença é conhecido como vírus rábico. Diversos animais podem transmitir a doença para os humanos, principalmente cães e gatos. Porém, os animais de sangue quente (aves e mamíferos) também são capazes de esapalhar a doença caso estejam infectados. Alguns exemplos são os morcegos, raposas, guaxinins e macacos. Animais de produção, como bois, galinhas e porcos, também podem ser transmissores do vírus.

Sem o tratamento adequado, o vírus da raiva pode levar à morte em período de cinco a sete dias. Por isso, ao apresentar os sintomas ou ser exposto ao vírus, é preciso procurar ajuda médica o mais rápido possível.

O contágio do vírus rábico acontece por contato direto, ou seja, quando a saliva do animal ou da pessoa infectada entre em contato direto com uma ferida na pele ou com a membrana dos olhos, nariz ou boca e outro indivíduo. Logo, a causa mais comum de transmissão do vírus é através da mordida de um animal. 


Cães e gatos são os transmissores mais comuns do vírus (Foto: Repodução/iStock)


Sintomas

Geralmente, os sintomas da raiva demoram cerca de 45 dias para aparecer no indivíduo após a mordida do animal contaminado, já que o vírus precisa chegar ao cerébro. Vale ficar atento aos primeiros sintomas, que são semelhantes aos de uma gripe:

. Mal estar geral;

. Sensação de fraqueza;

. Dor de cabeça;

. Febre baixa;

. Irritabilidade;

. Formigamento ou desconforto no local da mordida.

Conforme a doença vai se proliferando no organismo, começam a surgir outros sintomas relacionados a função cerebral, como ansiedade, confusão mental, agitação, comportamento anormal, alucinações e insônia. Quando o vírus atinge o cerébro o desfecho da doença é fatal.

Vacinação Profilática

Existe vacina para raiva humana e ela é recomendada para pessoas que estão em risco de exposição ao vírus. Como por exemplo: profissionais de laboratório, principalmente os que analisam amostras de raiva, veterinários, agrônomos, biólogos e funcionários de pet-shop.

Além deles, a vacinação também é indicada para estudantes de veterinária, zootecnia, biologia e biomedicina. A vacina é aplicada em duas doses, em um intervalo de sete dias. Os animais também não ficam de fora, a imunização contra raiva é obrigatória para cães e gatos.

Foto Destaque: Reprodução/iStock

 

Clique para comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais lidas

Empreender na Prática

Não há contradição entre frescor, relaxamento e bem-estar. Na rotina de self-care, os body splashes se tornaram protagonistas quando assunto é refrescar o corpo...

Saúde e Bem Estar

A Massagem Nuru é uma prática terapêutica que tem origem no Japão e se tornou cada vez mais popular em diversos países, incluindo o...

Celebridades

O cantor foi fotografado ao lado da esposa Bianca Censori. Ele estava mascarado e ela nua, sob uma capa de chuva transparente.

Magazine

Quem conhece Nicole Bahls, sabe que ela é babado, confusão e alegria, por onde passa deixa seu rastro de carisma e felicidade. Nicole é...