INMAG | Todos os direitos reservados.

Hi, what are you looking for?

Saúde e Bem Estar

Estudo sugere ampliação do intervalo entre colonoscopias para 15 anos

Pesquisa internacional indica mudança nas diretrizes para o rastreamento do câncer colorretal, com impacto potencial na redução de procedimentos invasivos

Médico em seu computador
Um estudo propõe estender o período entre colonoscopias para 15 anos (Fotografia: Reprodução/Freepik/Freepik)

Um estudo recente, conduzido por pesquisadores internacionais da área de saúde e publicado na renomada revista científica JAMA Network Open em 2 de maio, propõe uma mudança significativa no intervalo recomendado para colonoscopias, um exame crucial para o rastreamento do câncer colorretal.

A colonoscopia, um procedimento que examina o cólon e o íleo terminal, é fundamental na detecção precoce do câncer colorretal, o que pode aumentar substancialmente as taxas de sucesso no tratamento. Atualmente, as diretrizes médicas recomendam a repetição do exame a cada 10 anos após um resultado negativo. No entanto, novas evidências indicam que esse intervalo poderia ser estendido para 15 anos.

Resultados conclusivos do estudo

Em um estudo anterior, realizado em 2023, pesquisadores já haviam sugerido que a detecção precoce de câncer colorretal avançado após uma colonoscopia negativa é rara até mesmo após 10 anos. O estudo atual, que avaliou 110.074 adultos suecos sem histórico familiar da doença, confirma essa tendência.


Estudo sugere ampliação do intervalo entre colonoscopias para 15 anos
Pesquisadores sugerem espaçar exames de rastreamento do câncer colorretal para evitar procedimentos invasivos sem aumentar o risco de câncer (Fotografia: Reprodução/Freepik/Freepik)

Os resultados mostraram que o grupo que recebeu colonoscopias negativas inicialmente tinha um risco significativamente menor de desenvolver câncer colorretal ou morrer por causa da doença durante um período de 15 anos, em comparação com um grupo controle de quase 2 milhões de indivíduos que nunca haviam realizado o exame.

Limitações reconhecidas

Os pesquisadores concluíram que o intervalo entre as colonoscopias poderia ser estendido para 15 anos após um resultado inicial negativo, o que poderia reduzir a necessidade de procedimentos invasivos desnecessários. Apesar dos resultados promissores, os autores do estudo reconhecem algumas limitações, incluindo a homogeneidade da amostra, composta principalmente por participantes suecos brancos, o que pode limitar a generalização dos resultados para outras populações.

Enquanto isso, a Sociedade Brasileira de Cirurgia Oncológica (SBCO) mantém sua recomendação de colonoscopia a cada 10 anos para pessoas a partir dos 45 anos, mesmo para aqueles sem histórico familiar de câncer colorretal e com resultados negativos no primeiro exame.

Clique para comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais lidas

Empreender na Prática

Não há contradição entre frescor, relaxamento e bem-estar. Na rotina de self-care, os body splashes se tornaram protagonistas quando assunto é refrescar o corpo...

Saúde e Bem Estar

A Massagem Nuru é uma prática terapêutica que tem origem no Japão e se tornou cada vez mais popular em diversos países, incluindo o...

Celebridades

O cantor foi fotografado ao lado da esposa Bianca Censori. Ele estava mascarado e ela nua, sob uma capa de chuva transparente.

Magazine

Quem conhece Nicole Bahls, sabe que ela é babado, confusão e alegria, por onde passa deixa seu rastro de carisma e felicidade. Nicole é...