INMAG | Todos os direitos reservados.

Hi, what are you looking for?

Tech

BYD ultrapassa Tesla como fabricante de elétricos no fim de 2023

BYD ultrapassa Tesla como fabricante de elétricos no fim de 2023

No último trimestre do ano passado, a companhia vendeu 525.409 veículos elétricos à bateria (VEBs), o melhor número registrado deles. No mesmo período, a montadora americana entregou 484.507 carros, também superando suas antigas marcas.

Ao longo do ano, a corporação de Elon Musk ainda foi melhor, negociando 1,8 milhão de exemplares, enquanto a fabricante sediada na cidade chinesa de Shenzhen, chegou aos 1,57 milhão de automóveis vendidos. 

Para o BYD, isso significa um aumento de 72% em relação aos 12 meses anteriores e uma maior competitividade nesse mercado, diminuindo a margem com o principal player do setor, a Tesla. A diferença entre os modelos entregues tinha ficado em 400.000 unidades em 2022. Já em 2023, caiu para 230.000.

Indústria de veículos cresce na China

O país está progredindo rapidamente para essa transição tecnológica, muito por conta do apoio governamental. Pequim, por exemplo, estabeleceu uma meta. Pelo menos 20% dos carros novos vendidos anualmente até 2025 devem ter energias sustentáveis em sua composição. Estão incluídos os BEV, híbridos plug-in e aqueles com células de combustível de hidrogênio. Até 2035, a ideia é que os NEVs sejam o grande destaque nas vendas de automóveis. O primeiro objetivo já foi alcançado em 2022, e o segundo também poderá ser batido bem antes da data limite. De acordo com Miao Wei, ex-ministro de Indústria e Tecnologia da Informação da China, no mais tardar, isso acontecerá em 2025 ou 2026.


BYD ultrapassa Tesla como fabricante de elétricos no fim de 2023

BYD Dolphin foi o carro elétrico mais vendido no Brasil em setembro de 2023 (Foto: reprodução/AutoEsporte)


Preços mais acessíveis

Os chineses também estão apostando em outros fatores para liderar esse setor: sua escala de mercado, a mão de obra barata e o domínio da cadeia de abastecimento, fora o pioneirismo. Essas “vantagens” facilitam uma expansão nacional e internacional e o barateamento de seus produtos. Segundo o banco de investimentos UBS, a BYD e outros líderes conterrâneos estão preparados para dominar essa indústria pela aliança entre alta tecnologia e baixo custo para as massas, o que aceleraria a adoção global de veículos elétricos. A Europa será o alvo principal, em um primeiro momento, de acordo com o Wall Street Journal

 

Foto Destaque: BYD está se expandindo no Brasil, Hungria e Tailândia (Reprodução/Terra)

Clique para comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais lidas

Empreender na Prática

Não há contradição entre frescor, relaxamento e bem-estar. Na rotina de self-care, os body splashes se tornaram protagonistas quando assunto é refrescar o corpo...

Saúde e Bem Estar

A Massagem Nuru é uma prática terapêutica que tem origem no Japão e se tornou cada vez mais popular em diversos países, incluindo o...

Celebridades

O cantor foi fotografado ao lado da esposa Bianca Censori. Ele estava mascarado e ela nua, sob uma capa de chuva transparente.

Magazine

Quem conhece Nicole Bahls, sabe que ela é babado, confusão e alegria, por onde passa deixa seu rastro de carisma e felicidade. Nicole é...