INMAG | Todos os direitos reservados.

Hi, what are you looking for?

Tech

Kwai e TikTok investem em projetos para atrair usuários

O Kwai, aplicativo chinês, foi a primeira plataforma na produção de vídeos curtos, contudo, com a promoção do formato, outras empresas investiram e desenvolveram novas vertentes. Desde de 2019, quando iniciou a atividade, o app apresentou rápida aceitação e crescimento atingindo o número de 45 milhões de usuários por mês. 

Apesar de ser concorrente e em parte dividir o público, o Tiktok, de acordo com especialistas, é descrito como mais evoluído ao falar de dados e métricas, enquanto o Kwai investe constantemente em formatos exclusivos e apoiadores aos criadores de conteúdo. 

O diretor de conteúdo e parceria do Kwai Brasil, Antonio Abibe, aponta que a plataforma oferece ferramentas para as pessoas compartilhem e tenham a capacidade de alcançar o público com interesses daquele grupo. “Estabelecemos uma relação próxima com os usuários e trabalhamos com vários criadores brasileiros, em todas as categorias, para garantir que a experiência seja local e positiva.”

Em pesquisa desenvolvida pela Youpix em parceria com a Nice House, “Por trás da trend: quem está fazendo o short video acontecer no Brasil”, indica as temáticas em alta na plataforma como um dos recortes. Nesse sentido, segmentos como o Humor, Lifestyles, Moda e Entretenimento caracterizam os principais nichos encontrados, sendo 27,8%, 24,2%, 13,8% e 8,9%, respectivamente. 

Já o conteúdo em vídeo, o formato dominante são as dancinhas com 29,5%, seguida pelos tutoriais e em terceiro lugar os assuntos em alta com 19,2%.


Usuários do Tik Tok (Foto: Reprodução/Pexels)


Outros especialistas destacam que os apps não estão em uma disputa na busca pela popularidade dos vídeos. É o que afirma Camilo Barros, chef de parcerias da VidMob. “O formato vem se consagrando e trazendo resultados significativos, onde somamos também o Reels da Meta e o Shorts do Youtube, o que oficializa a consagração da terceira era do marketing digital que coloca o usuário na posição de criador, inclusive para marcas”.

Segundo dados coletados pelo DataReportal até janeiro deste ano, o TikTok atingiu 74,1 milhões de usuários ativos somente no Brasil. Em 2021, o app chegou a marca de 1 bilhão de usuários ativos no mundo. 

Investimentos para a produção exclusiva nas plataformas têm sido desenvolvidas pelas empresas, a exemplo do Kwai que aplicou R$ 250 milhões no programa de parceiros de conteúdo, projeto que gerou 420 mil novos vídeos e como resultado mais de 15 milhões de visualizações mensais. A estratégia possibilitou que qualquer um que produza vídeos na plataforma concorra com os perfis consolidados com muitos seguidores.

Apesar do avanço, Bia Granja, fundadora da Youpix, aponta que a mudança e o avanço dos apps é possível e uma estratégia de retribuição aos criadores de conteúdo ainda não foi identificada. “Sempre deve haver espaço pra uma plataforma mudar, evoluir pra não morrer, mas elas não precisam ser todas iguais. E até agora, nenhuma acertou num formato de remuneração dos creators.”

Foto Destaque: Divulgação TikTok. Reprodução/Olivier Bergeron

 

Clique para comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

três × 5 =

Mais lidas

Empreender na Prática

Não há contradição entre frescor, relaxamento e bem-estar. Na rotina de self-care, os body splashes se tornaram protagonistas quando assunto é refrescar o corpo...

Saúde e Bem Estar

A Massagem Nuru é uma prática terapêutica que tem origem no Japão e se tornou cada vez mais popular em diversos países, incluindo o...

Magazine

Quem conhece Nicole Bahls, sabe que ela é babado, confusão e alegria, por onde passa deixa seu rastro de carisma e felicidade. Nicole é...

Reality

A final de A Fazenda 15 vai acontecer na quinta-feira (21). Quatro integrantes estão na disputa pelo prêmio de um milhão e meio de...