INMAG | Todos os direitos reservados.

Hi, what are you looking for?

Tech

Pesquisadores alertam sobre uma possível sexta extinção em massa

Pesquisadores alertam sobre uma possível sexta extinção em massa

Ao longo das eras, a Terra testemunhou a extinção de inúmeras espécies, parte inevitável do ciclo evolutivo. Pesquisadores dedicaram esforços para entender as causas por trás desses eventos, que incluíram desde quedas de asteroides até a influência transformadora do Homo sapiens.

O impacto mais notório ocorreu há 66 milhões de anos, quando um asteroide colidiu, dizimando dinossauros e diversas formas de vida. Contudo, especialistas alertam que este não será o último capítulo.

Muitos argumentam que a humanidade está imersa na sexta extinção em massa, impulsionada pelo crescimento descontrolado e comportamento impactante do Homo sapiens. A destruição de habitats e a desencadeamento de crises climáticas colocam em risco a biodiversidade.


Pesquisadores alertam sobre uma possível sexta extinção em massa

Terra devastada atual, estudo revela que animais desaparecem a uma taxa 35% ao normal (Foto: reprodução/UOL-Brasil Escola)


A alarmante extinção acelerada de espécies animais

Um estudo recente publicado na revista PNAS revelou que grupos de espécies animais relacionadas estão desaparecendo a uma taxa 35% superior à esperada. Gerardo Ceballos, co-autor do estudo, alerta que a sexta extinção em massa pode transformar a biosfera de tal maneira que a sobrevivência humana se torne impossível, a menos que ações drásticas sejam tomadas.

Ameaça transformadora para a sobrevivência humana

Enquanto as extinções em massa anteriores tiveram causas diversas, é crucial aprender com o passado. Michael Benton, professor de paleontologia de vertebrados na Universidade de Bristol, destaca o papel das temperaturas mais frias e da queda no nível do mar no primeiro evento identificado, o fim do Ordoviciano, há 444 milhões de anos. O deslocamento do supercontinente Gondwana sobre o Polo Sul desencadeou uma série de mudanças, incluindo uma drástica queda nas temperaturas e no nível do mar.

A lição é clara: compreender os eventos passados é vital para enfrentar os desafios presentes e futuros. A atual extinção em massa, impulsionada pela ação humana, exige uma reflexão urgente sobre o impacto de nossas escolhas no equilíbrio da vida no planeta. A preservação da biodiversidade não é apenas uma questão de ciência, mas uma necessidade vital para as gerações vindouras.

Foto destaque: Terra há 66 milhões de anos, a extinção que afetou várias formas de vida (Reprodução/Unicamp)

Clique para comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais lidas

Empreender na Prática

Não há contradição entre frescor, relaxamento e bem-estar. Na rotina de self-care, os body splashes se tornaram protagonistas quando assunto é refrescar o corpo...

Saúde e Bem Estar

A Massagem Nuru é uma prática terapêutica que tem origem no Japão e se tornou cada vez mais popular em diversos países, incluindo o...

Celebridades

O cantor foi fotografado ao lado da esposa Bianca Censori. Ele estava mascarado e ela nua, sob uma capa de chuva transparente.

Magazine

Quem conhece Nicole Bahls, sabe que ela é babado, confusão e alegria, por onde passa deixa seu rastro de carisma e felicidade. Nicole é...