INMAG | Todos os direitos reservados.

Hi, what are you looking for?

Turismo

Conheça destinos onde o sol desaparece por até 24 horas

Existem lugares que ficam sem a luz do sol por dias e alguns destinos onde essa experiência é possível

Fenômeno da aurora boreal vista durante a "noite polar" (foto: divulgação/pexels)

O sol é fundamental e amado por muitos, mas existem lugares onde a luz solar fica dias sem ser vista. Imagine a experiência de viver onde a noite perdura por dias, se estendendo em momentos onde o sol deveria brilhar e tudo que há é o escuro e a neve cobrindo tudo o que toca como um frio tapete pálido. Esse fenômeno é conhecido como “noite polar”, nomenclatura dada a quando o anoitecer dura por mais de 24 horas, encobrindo o sol e tirando-lhe seu espaço. Comum em zonas delimitadas pelos círculos polares.

Durante o fenômeno em que o sol não atua no horizonte, moradores e turistas de regiões do Canadá, Finlândia, Groenlândia, Noruega e Suécia acabam por se familiarizar com o escuro quase absoluto e aproveitar desse momento único, porém recorrente para quem reside nesta região.

Destinos para a noite polar 

Para conferir a noite polar existem destinos que são próprios e comuns para ver o fenômeno de perto e aproveitar toda a experiência que ele pode lhe render. Confira a lista:

  • Fairbanks: localizado ao sul do círculo polar no estado do Alaska, esse é o destino preferido para os apreciadores da noite polar conquistarem o vislumbre da aurora boreal. A cidade abriga 33 mil habitantes e o maior assentamento de residentes em centenas de quilômetros. O fenômeno das auroras boreais se concentra em uma área ao extremo norte em formato circular, como um anel. Para controlar e ter maior conforto lidando com as baixas temperaturas, piscinas de pedra quente podem ser encontradas na comunidade resort de Chena Hot Springs. A noite polar no Alasca entra em seu auge entre novembro e janeiro, quando é visível nos céus.
  • Longyearbyen: no meio do caminho entre a Noruega continental e o Polo Norte encontramos o arquipélago norurgues Longyearbyen. O clima intensamente frio, as geleiras e os campos de gelo fazem parte da atmosfera encantadora para os amantes das baixas temperaturas. Para se ter o melhor da “noite polar” é necessário se programar e viajar entre novembro e janeiro. Além do crepúsculo absoluto, os turistas podem aproveitar as atividades da aurora boreal, mas isso não é tudo, a pequena cidade de pouco mais de 2 mil habitantes ainda oferece passeios  de snowmobile, exploração de cavernas de gelo e cruzeiros por fiordes. Ainda conta com museus e a Montanha Plateau, que oferece uma bela vista da cidade.
  • Kiruna: oferecendo um inverno totalmente alvo, a cidade de Kiruna, na Suécia, conta com passeios de trenó até mesmo caminhadas pela neve branquinha, explorando as montanhas mais altas do país. Com diversas opções de hospedagem, ainda conta com um hotel feito inteiramente de gelo, o Ice Hotel, a poucos quilômetros da cidade.

IceHotel é uma hospedagem esculpida no gelo localizada na Suécia (foto: reprodução/Instagram/@icehotelsweden)

  • Ilulissat: localizada na maior ilha do mundo, a Groenlândia é incluída no Reino da Dinamarca. Para chegar à cidade costeira de Ilulissat é necessário partir da Islândia. Entre as atividades oferecidas há cruzeiros, passeios de snowmobile pelas colinas e também excursões durante a famosa “noite polar”, viajando aos locais mais escuros em busca da aurora boreal.  
  • Iqaluit: agora, partindo ao Canadá encontramos a cidade de Iqaluit, já famosa por suas montanhas cobertas de neve e clima extremamente gélido. Como um dos destinos mais famosos para ver de perto a aurora boreal, é recomendado programar a viagem entre outubro e abril, alcançando o auge do fenômeno. Coberta apenas pelo branco da neve em seus invernos rigorosos, a cidade também chama atenção pelo seu turismo comum, como visitar a Catedral de São Judas, toda estruturada como um iglu. Iqaluit também permite aos seus turistas ver baleias, renas e raposas do ártico e claro, passeios de trenó pelas colinas de neve. 
  • Nuorgam: a Finlândia também reserva belezas para os amantes de inverno. No pequeno vilarejo de Nuorgam, ao extremo norte da Finlândia, é possível encontrar uma autêntica experiência pelo frio ártico. A neve é sem dúvidas a principal atração para os turistas, ela proporciona passeios radicais de snowmobile, caminhadas noturnas para aproveitar o melhor da noite polar, safaris e até pesca no gelo. Ainda há a opção de conhecer um pouco mais da cultura dos povos Sámi. Lagos, trilhas e claro, a aurora boreal também detém destaque nesse turismo gélido.  

Procura pelo frio 

A agência de hospedagem Booking.com compartilhou um levantamento feito com um grupo de cerca de 28 mil viajantes onde indicava que locais de baixas temperaturas eram os favoritos para 2024. 70% irão optar por temperaturas mais baixas e climas mais frescos. Em outra pesquisa mostra que 58% pretendem usar as férias para dormir, o que casa totalmente com o clima frio e uma noite estendida. 

Clique para comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais lidas

Empreender na Prática

Não há contradição entre frescor, relaxamento e bem-estar. Na rotina de self-care, os body splashes se tornaram protagonistas quando assunto é refrescar o corpo...

Saúde e Bem Estar

A Massagem Nuru é uma prática terapêutica que tem origem no Japão e se tornou cada vez mais popular em diversos países, incluindo o...

Celebridades

O cantor foi fotografado ao lado da esposa Bianca Censori. Ele estava mascarado e ela nua, sob uma capa de chuva transparente.

Magazine

Quem conhece Nicole Bahls, sabe que ela é babado, confusão e alegria, por onde passa deixa seu rastro de carisma e felicidade. Nicole é...